Descrição de chapéu jornalismo

Qual é sua melhor lembrança com a Folha? E a maior decepção? Conte pra gente

Em seus 100 anos, jornal convida leitor a comentar relação com a Folha

São Paulo

Em poucos dias a Folha será um jornal centenário. No dia 19 de fevereiro de 1921, surgia a Folha da Noite como um jornal vespertino voltado à classe média urbana e trabalhadora, que estava em ascensão numa São Paulo que crescia em ritmo acelerado.

O jornal passou por várias fases nesses 100 anos. No início, sob Olival Costa e Pedro Cunha, os fundadores, voltou-se aos interesses desse leitor que saía do trabalho e ansiava por mais direitos como empregado.

Em 1930, a empresa foi atacada por getulistas que chegaram ao poder e se incomodavam com as críticas do jornal. Vendida ao cafeicultor Octaviano Alves de Lima em 1931, o conteúdo deu uma guinada rumo aos interesses da lavoura cafeeira.

O controle passou para o advogado José Nabantino Ramos em 1945. Ele profissionalizou o jornalismo praticado pela empresa, com o “Programa de ações das Folha”. Em 1960, em um contexto de crise econômica no país, unificou Folha da Manhã, da Tarde e da Noite em um só nome, Folha de S.Paulo –dois anos depois apenas a edição matutina continuaria a circular.

O empresário Octavio Frias de Oliveira e seu sócio Carlos Caldeira Filho assumiram em 1962. Além de sanar as finanças, alçaram a Folha ao posto de maior jornal do Brasil nos anos 1980, com a campanha pelas Diretas-Já e o Projeto Folha, em 1984, que instituiu os princípios de um jornalismo crítico, pluralista, apartidário e moderno, em vigor até hoje.

Nessa trajetória, erros e acertos foram cometidos, como é natural em qualquer empresa. Por isso a Folha convida você, leitor, que é parte importante dessa história, a contar sua relação com o jornal.

Queremos saber duas coisas:

  1. Qual é sua melhor lembrança em relação à Folha? Pode ser desde uma memória de infância ou uma cobertura especial que o marcou. A Folha teve papel importante na sua formação como leitor e como cidadão? De que forma?
  2. Qual é sua maior decepção com a Folha? Acha que o jornal errou em alguma cobertura? Detestou o fim de algum caderno ou de alguma coluna? Fique à vontade para fazer críticas.

Mande por email para enviesuanoticia@grupofolha.com.br ou, se preferir, no WhatsApp (11) 99486-0293. Não se esqueça do nome completo, idade, profissão e cidade. Caso tenha, também pode enviar alguma imagem que ilustre a mensagem.

Obrigado pela participação!

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.