Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
06/07/2006 - 12h14

'Novo líder da Al-Qaeda' estaria preso há anos

MAGDI ABDELHADI
da BBC Brasil

Um importante advogado no Cairo disse que o egípcio que os Estados Unidos afirmam ser o novo líder da Al-Qaeda no Iraque está preso no Egito há sete anos.

Após a morte de Abu Musab al-Zarqawi no mês passado, o Exército americano divulgou uma foto de Ayyub al-Masri, apontando-o como a pessoa que provavelmente ficaria responsável pela Al-Qaeda no Iraque.

O advogado egípcio Mamdouh Ismail, que representou egípcios por muitos anos, disse que se encontrou com al-Masri há alguns dias numa prisão no Cairo.

Segundo ele, as aparentes contradições nas informações sobre o sucessor de Abu Musab al-Zarqawi no Iraque podem fazer parte de uma campanha de desinformação de ambos os lados. Porém, a comprovação independente dos dados não foi possível.

Mistério

Esta é uma história obscura, assim como grande parte das informações a respeito de operações antiterror e do trabalho dos serviços de inteligência pelo mundo.

Após a morte de Zarqawi no mês passado, o major-general William Caldwell, porta-voz do Exército americano no Iraque, divulgou uma foto de Ayyub al-Masri e disse que ele seria "provavelmente a pessoa que ficará responsável pela Al-Qaeda no Iraque".

"Ayyub al-Masri é um dos mais importantes integrantes operantes da Al-Qaeda no Iraque. Nós sabemos que ele é responsável por facilitar a movimentação de combatentes estrangeiros da Síria para Bagdá. Nós sabemos que al-Masri é um terrorista desde 1982, início de seu envolvimento com a Jihad Islâmica egípcia", disse Caldwell na época.

Porém, de acordo com Ismail, uma fonte da segurança do Ministério do Interior egípcio afirmou que al-Masri é, na verdade, o nome de guerra de um militante egípcio chamado Sharif Haza.

Ismail, que já foi um ativista islâmico e colega do vice de Osama Bin Laden, Ayman al-Zawahri, disse que a afirmação americana não pode ser verdadeira.

Desinformação

"Três dias atrás, eu estava na prisão de Turah", disse. "Ali eu me encontrei com Sharif Haza e ele riu muito sobre o que está sendo dito sobre ele."

"Ele me disse que está preso há muitos anos e que não tem nenhuma relação com a Al-Qaeda ou com Osama Bin Laden."

De acordo com Ismail, Haza está preso há sete anos, acusado de terrorismo.

A questão da identidade do sucessor de Zarqawi deu outra reviravolta há alguns dias, quando Osama Bin Laden disse numa gravação de áudio que um homem chamado Abu Hamza al-Muhajir seria o novo líder da Al-Qaeda no Iraque.

Ismail disse que ninguém ouviu falar em al-Muhajir e que os nomes divulgados pelos americanos e por Bin Laden provavelmente fazem parte de uma campanha de desinformação dos dois lados, cujo único propósito é confundir um ao outro.
 

Publicidade

Publicidade

Publicidade


Voltar ao topo da página