Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
29/08/2007 - 16h00

Chinês filma golfinho de água doce considerado extinto

Publicidade

da Efe, em Pequim

Um chinês diz ter avistado e filmado um exemplar do golfinho baiji, espécie encontrada no rio Yang-tsé declarada funcionalmente extinta neste mês, informou hoje a imprensa local.

O pesquisador Wang Kexiong, do Instituto de Hidrobiologia da Academia de Ciências da China, confirmou, após assistir à gravação, que se trata realmente de um baiji, cetáceo pré-histórico, tímido e quase cego também conhecido como golfinho branco.

Reuters
Golfinho chinês de água doce, conhecido como baiji, tem como habitat o rio Yang-tsé
Golfinho chinês de água doce, conhecido como baiji, tem como habitat o rio Yang-tsé

"Nunca tinha visto um animal tão grande na água. Então, quando o avistei, filmei. Estava a cerca de mil metros de distância e saltou da água várias vezes", disse Zeng Yujiang, o morador de Tonglin, na província de Anhui (leste), que fez a descoberta no último dia 19.

Neste mesmo mês, a espécie foi declarada funcionalmente extinta em um relatório de cientistas chineses e estrangeiros. Em dezembro, os pesquisadores rastrearam sem sucesso 3.400 quilômetros do rio em busca de espécimes do animal, do qual restavam apenas 400 indivíduos nos anos 80.

A expedição, patrocinada pelo ambientalista suíço August Pfluger e equipada com tecnologia de ponta, não encontrou sinais da espécie, um dos quatro golfinhos de águas doces do mundo, junto com os botos da Amazônia.

Segundo Pfluger, embora possam ter sobrevivido um ou dois espécimes, o golfinho poderia ser considerado funcionalmente extinto.

Para declarar a extinção definitiva de uma espécie, é preciso passar 50 anos sem que nenhum exemplar do animal seja visto, de acordo com a União Mundial de Preservação (IUCN, em inglês).

A constante redução do número de baijis até seu desaparecimento foi devida aos métodos ilegais de pesca (com explosões e descargas elétricas), à navegação excessiva, à poluição e à construção de hidrelétricas --entre elas a maior do mundo, a represa das Três Gargantas.

Acompanhe as notícias em seu celular: digite wap.folha.com.br

 

Publicidade

As Últimas que Você não Leu

  1.  

Publicidade

Livraria da Folha

Chile e Ilha de Páscoa

Chile e Ilha de Páscoa

Anja Mutic, Bridget Gleeson, Carolyn McCarthy, Jean-Bernard Carillet, Kevin Raub

Comprar
Não se Desespere!

Não se Desespere!

Mário Sérgio Cortella

Comprar
Procuram-se Super-heróis

Procuram-se Super-heróis

Eduardo Moreira

Comprar
Genesis

Genesis

Sebastião Salgado

Comprar

Publicidade

Publicidade

Publicidade


 

Voltar ao topo da página