Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
19/07/2000 - 20h26

PT expulsa deputado federal de Telêmaco Borba (PR)

Publicidade

da Agência Folha
em Londrina (PR)

O Diretório Municipal do PT em Telêmaco Borba (norte do PR) expulsou o deputado federal Márcio de Matos por infidelidade partidária.
Matos é acusado de trabalhar pela reeleição do prefeito Carlos Hugo Von Graffen (PRP) em detrimento da candidatura petista na cidade. Matos disse que a expulsão aconteceu depois de o diretório recusar seu pedido de desfiliação.

O presidente estadual do PT Márcio Pessatti disse ontem que ainda esta semana a executiva paranaense do partido irá até Telêmaco Borba para uma reunião com o diretório municipal.

Ele, no entanto, referendou a decisão municipal. "É um processo longo de distanciamento das diretrizes partidárias, e, assim, é melhor ele (Matos) ir atrás de outra legenda", afirmou Pessatti.

Com a expulsão de Matos, o PT do Paraná ficou com apenas dois representantes na Câmara Federal _os deputados padre Roque e doutor Rosinha.

Matos afirma que poderá se filiar ao PPS de Ciro Gomes e saiu do partido atirando contra o diretório municipal. "É um grupo que nunca fez nada. Não tem voto e vive fazendo patrulhamento ideológico contra quem trabalha."

Matos disse que mesmo que os diretórios estadual e federal defendessem sua permanência no partido não haveria "clima" para continuar.
Médico em Telêmaco Borba, Márcio Matos ingressou no PT em 1994 e sempre teve um relacionamento tumultuado com a direção municipal.

"Esse grupo que domina o partido tentou impor um vice ao Graffen (prefeito da cidade e candidato à reeleição) e não conseguiu. Agora quer que eu apoie quem nunca ajudou no crescimento da sigla na cidade."

O vereador José Carlos Santos, da Executiva Municipal do PT em Telêmaco Borba, disse que existe um dossiê provando que Matos não seguia as orientações partidárias e "se aliou à base de sustentação do presidente FHC".

Santos disse que Matos tentou se desfiliar, por meio da Justiça Eleitoral, depois que sua expulsão foi aprovada por 9 votos contra um em reunião do diretório municipal.

Em Telêmaco Borba, o PT não fez coligações. O professor José Reinaldo Antunes é candidato a prefeito, e a vice-presidente do partido, Isani Santos, saiu como vice.

Clique aqui para ler mais sobre política na Folha Online.

  • Discuta esta notícia nos Grupos de Discussão da Folha Online
  •  

    Publicidade

    Publicidade

    Publicidade


     

    Voltar ao topo da página