Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
16/08/2007 - 15h50

Denise Abreu pede desculpas a familiares de vítimas do acidente da Gol

Publicidade

RENATA GIRALDI
da Folha Online, em Brasília

A diretora da Anac (Agência Nacional de Aviação Civil) Denise Abreu pediu desculpas nesta quinta-feira aos familiares das vítimas do acidente da Gol. Dando a entender que foi mal interpretada pelos parentes dos mortos, ela se desculpou, mas não explicou exatamente o que disse aos familiares quando questionada sobre o resgate dos corpos.

"Sou mãe, senador", afirmou Denise Abreu, dirigindo-se ao relator da comissão, senador Demóstenes Torres (DEM-GO), ameaçando chorar. "Imagino eu, se meu filho estivesse naquela aeronave. Se assim eles compreenderam. Se assim foi compreendido, eu volto a pedir publicamente desculpas."

De acordo com relatos de familiares das vítimas, Denise Abreu teria reagido da seguinte forma quando abordada sobre a operação de resgate dos corpos: "Vocês são inteligentes, o avião caiu de 11 mil metros de altura, o que vocês esperavam? Corpos?".

Em 29 de setembro do ano passado, um Boeing da Gol colidiu com um jato Legacy da Embraer e caiu uma região de mata fechada em Mato Grosso, matando 154 pessoas.

O resgate dos corpos foi considerado delicado e difícil. Em sessão na CPI do Apagão do Senado, familiares das vítimas do acidente da Gol denunciaram que pertences de seus parentes desapareceram. Os familiares relatam que sumiram celulares e documentos de seus parentes mortos.

Acompanhe as notícias em seu celular: digite wap.folha.com.br

 

Publicidade

Publicidade

Publicidade


 

Voltar ao topo da página