Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
17/07/2002 - 21h47

Morre o ex-deputado federal e líder xavante Mário Juruna

Publicidade

da Folha Online

Morreu nesta quarta-feira, às 17h30, o líder xavante e ex-deputado federal, Mário Juruna, 58. O cacique morreu em decorrência de uma diabete no Hospital Santa Lúcia, em Brasília. O corpo do cacique deve ser enterrado em sua aldeia no Mato Grosso.

Juruna foi deputado federal pelo PDT do Rio de Janeiro. Ele foi eleito em 1982 e cumpriu mandato até 1986.

O líder xavante se dizia abandonado pelos brancos depois do mandato. "Eu disse aos xavantes: Muito cuidado com o branco, com a Funai (Fundação Nacional do Índio). Não se vendam, não se entreguem. O salário não é importante. A vida é muito importante. Briga interna é o que o homem branco e a Funai querem."

11.fev.2000-Carlos Eduardo/Folha Imagem

O cacique Mário Juruna morreu em Brasília

Juruna foi o primeiro deputado federal índio do Brasil. Nasceu em Couto de Magalhães (MT) em 3 de setembro de 1943.

Ele viveu na floresta, sem contato com a civilização até os 17 anos, quando se tornou cacique da aldeia xavante Namurunjá, no município de Barra do Garça (MT).

 

Publicidade

Publicidade

Publicidade


 

Voltar ao topo da página