Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
04/12/2007 - 10h13

Jilmar Tatto derrota Berzoini em SP e fica perto do 2º turno

Publicidade

JOSÉ ALBERTO BOMBIG
da Folha de S.Paulo

O presidente nacional do PT, Ricardo Berzoini, foi derrotado pelo deputado federal Jilmar Tatto no Estado de São Paulo, berço do partido e responsável por quase um terço dos filiados da sigla. O resultado indica que deverá haver segundo turno nas eleições internas que escolherão o novo presidente do PT.

José Eduardo Cardozo, candidato que utilizou a recuperação da "ética" e o ataque ao mensalão como bandeiras de campanha, tem poucas chances de permanecer na disputa.

No último boletim parcial divulgado na noite de ontem, com 210.202 mil votos apurados (o equivalente a 70%, já que são esperados 300 mil votantes), Berzoini liderava com 43,86% dos votos válidos, seguido por Tatto (22,96%) e por Cardozo (17,22%).

Os três são deputados federais eleitos por São Paulo. No Estado, com quase 80% da apuração concluída, Tatto tinha 43,8%, contra 32,2% de Berzoini e 15,8% de Cardozo.

"A tendência é de que haja segundo turno entre Berzoini e outro candidato", disse Romênio Pereira, secretário nacional de Organização do PT. Se houver segundo turno, será dia 16.

Ao votar anteontem na primeira etapa do processo eleitoral, Berzoini, candidato da corrente CNB (Construindo um Novo Brasil), majoritária do partido, disse ter a expectativa de obter mais da metade dos votos válidos e liqüidar a fatura.

O presidente Lula, da mesma corrente de Berzoini, votou em São Bernardo do Campo e elogiou o candidato. Ontem, Berzoini não quis comentar o resultado parcial da apuração.

Tatto afirmou estar confiante: "Se esse resultado se confirmar, vou percorrer o país inteiro. Minha candidatura é da militância. É com a base que eu continuarei trabalhando pelo fortalecimento do partido".

Apesar de ser oposição a Berzoini, Tatto tem calcado sua campanha na defesa irrestrita do governo Lula e na construção de uma candidatura do PT à Presidência em 2010. Sua chapa é composta pelas correntes PT de Lutas e Massas, Novo Rumo e Movimento PT.

Se passar ao segundo turno, ele deverá ser apoiado pelo também candidato Valter Pomar (Articulação de Esquerda), quarto colocado até agora na disputa com 11,09% dos votos e uma das vozes mais críticas ao atual comando do partido.

A Mensagem ao Partido, grupo de Cardozo, ainda esperava uma virada de seu candidato, mas ontem mesmo iniciou as discussões para definir quem apoiará caso ele fique fora do segundo turno. "Ainda há os votos do Rio Grande do Sul, Pará, Pernambuco, podemos tirar a diferença", diz Joaquim Soriano, secretário-geral do PT, apoiador de Cardozo.

Gilney Viana, com 3,19% dos votos, Markus Sokol, com 1,02% e José Carlos Miranda, com 0,62%, completam o quadro de candidatos.

Acompanhe as notícias em seu celular: digite wap.folha.com.br

Comentários dos leitores
José Alberto (349) 13/01/2010 11h07
José Alberto (349) 13/01/2010 11h07
Sr. Fernado Gonçalves o sr. é ministro mesmo ou é do PANELÃO pois é como digo o sr., a juiza , o britão só acham um para quebrar o sigilo bancario ou é mais um meio de aparecer que está fazendo alguma coisa, mora como já disse e repito onde mora a corrupção e só acha um, o sr existia na epoca da roseana,do lulinha, dirceu, vanuchi, amorim, castelinho, renan, sarnentos, passagens aereas, escandalos na petrobras, palocci,genoino,bndes mais recente, o sr. não existia ou estava enterrado como um zumbi para acordar agora no escandalo do df....o senhor não é serio não ..... sem opinião
avalie fechar
Flavio Goncalves (4) 29/12/2009 07h23
Flavio Goncalves (4) 29/12/2009 07h23
Sempre tem um PT oficial no comentário. Parece a hora do Brasil no governo militar. É muito fácil governar só com pacote de bondades usando o dinheiro dos contribuintes. 50 mil para deputados, distribuição de cargos, duplicação dos quadros. O problema é que em nenhum momento Lula foi capaz de confrontar e por isso nenhum avanço institucional significativo se deu. A justiça continua levando 10 anos para julgar, a impunidade nunca foi tão evidente, o crescimento é 0%, muito inferior a India e China (O PT adora se comparar a cachorro morto, escolhe sempre o país mais atingido). A burocracia, o manicomio tributário a violência urbana nunca foram combatidos. Lula se faz com uma situação econômica que é devida em grande parte ao aumento das commodities, saneamento dos bancos feito no governo anterior e uma política econômica copiada (metas de inflação), mas avançou muito pouco nos reais problemas brasileiros, porque eles não podem ser resolvidos só com bondade. O segredo do fracasso é querer agradar a todos, mas Lula e o PT tem até agora desafiado essa máxima com sucesso. 2 opiniões
avalie fechar
Valentin Makovski (506) 28/12/2009 14h36
Valentin Makovski (506) 28/12/2009 14h36
Fato seja dito, Brasileiro tem memória curta, ou por ter nascido assim ou por ser ludibriado dia dia, pela mídia. O que vai acontecer no PT, de caso volte Dirceu & Genoino ao poder do partido, aconteceu com DEM, PSDB e toda a torcida no Flamengo, não é excessão de nenhum partido, o próprio Arruda voltou como se nada tivesse acontecido e foi eleito como Governador do DF, se o dinossauro ACM estivesse vivo, com certeça já tinha voltado ao Senado. Por isso, a política não esta em ruinas como muitos dissem ela está ótima. O que esta ainda em ruinas é o Povo Brasileiro que peca pela seu despreparo cultural e sua imensa burrice em não saber separar o que é Política Social com investimentos a médio & longo prazo., Do que Política Social do Voto, quando se distribui N cestas básicas e se ganha o voto assim. 2 opiniões
avalie fechar
Comente esta reportagem Veja todos os comentários (213)
Termos e condições
 

Publicidade

Publicidade

Publicidade


 

Voltar ao topo da página