Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
03/08/2000 - 17h55

Mercadante desafia Aécio Neves a apoiar CPI

Publicidade

do FolhaNews

O clima fora da subcomissão do Senado, onde está o ex-secretário da Presidência Eduardo Jorge, ficou pesado há pouco quando os líderes de partido na Câmara, Aloizio Mercadante (PT-SP) e Aécio Neves (PSBD-MG), começaram uma discussão que virou "bate-boca'', como definiu Mercadante.

O líder do PSDB, saiu do depoimento de Eduardo Jorge garantindo que o governo se saiu bem.

Irritado com essa declaração, Mercadante desafiou Aécio Neves a apoiar a CPI proposta pela oposição, "já que o governo está indo tão bem e não tem nada a temer''.

Aécio Neves respondeu que não há necessidade de uma CPI. Ao tentar se afastar, Aécio foi chamado novamente por Mercadante que pedia para que ele não fugisse da Comissão, da CPI e nem da discussão.
Os dois deputados irritados começaram a trocar acusações.

(Rose Ane Silveira/Gabriella Esper)


  • Leia mais sobre os casos TRT-SP e EJ no especial Poder Público

    Clique aqui para ler mais sobre política na Folha Online.

  • Discuta esta notícia nos Grupos de Discussão da Folha Online


  •  

    Publicidade

    Publicidade

    Publicidade


     

    Voltar ao topo da página