Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
13/01/2003 - 16h19

Morre aos 74 anos senador Lauro Campos

da Folha Online

Morreu hoje, por volta das 14h30, em decorrência de infarto o senador Lauro Campos (PDT-DF). Ele estava internado desde o dia 10 de dezembro no Incor (Instituto do Coração do Hospital das Clínicas), em São Paulo.

23.mai.01 - Beto Barata/Folha Imagem

Lauro Campos, em sessão de comissão do Senado
Campos, 74, havia sido submetido a um tratamento no coração, mas apresentou complicações renais e no fígado e não sobreviveu. A causa da morte pode ter sido falência múltipla de órgãos.

O velório do senador será feito no Salão Negro do Congresso Nacional. O corpo de Campos deve chegar a Brasília ainda na noite desta segunda-feira. O enterro está previsto para acontecer na tarde de amanhã.

O senador era casado, pai de quatro filhos, tinha nove netos e dois bisnetos. Ele era formado em ciências jurídicas e sociais pela UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais), e doutor em economia do desenvolvimento pela Universidade Pró-DEO, Roma, em 1959.

Campos foi professor da UFMG e da UnB (Universidade de Brasília). Ele chegou a publicar cinco livros, entre eles, "Inflação, Ideologia e Realidade".

O suplente de Lauro Campos é Ulisses Riedel, que não deverá tomar posse, porque o Congresso está em recesso e ele não foi reeleito.



 

Publicidade

Publicidade

Publicidade


 

Voltar ao topo da página