Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
09/09/2000 - 03h34

Nabi Abi Chedid volta a disputar eleição municipal após 40 anos

Publicidade

RAQUEL LIMA, da Folha de S.Paulo

O deputado estadual Nabi Abi Chedid (PSD) volta a concorrer em uma eleição municipal depois de 40 anos e, pela primeira vez, vai travar uma disputa direta com o irmão Jesus Abi Chedid (PFL) pela Prefeitura de Bragança Paulista (80 km de São Paulo).

A candidatura de Nabi veio depois que a coligação "Muda Bragança" (PSD, PTD e PSL) decidiu retirar a candidatura do ex-presidente da Câmara Municipal José Sérgio Conti Júnior (PSD) a prefeito.

"A campanha estava muito morna, não havia apelo popular, por isso, o partido resolveu mudar", disse Nabi, que também é o presidente nacional do PSD.

Nabi Abi Chedid passou a ser o vice na chapa, agora encabeçada por sua mulher, Beth Campos. Beth era a vice de José Sérgio Conti Júnior.

"Nós sugerimos inverter a chapa, mas ele (Conti Júnior) não aceitou. Achamos que uma mulher encabeçando a chapa fará a disputa mais dinâmica", afirmou Nabi.

Conti Júnior confirmou, por meio de uma nota, que se recusou a aceitar a inversão da chapa e que a decisão do partido o surpreendeu, "tendo em vista que o momento político apontava o crescimento do meu nome junto ao eleitorado".

De acordo com Nabi, o objetivo da coligação "Muda Bragança" é acabar com o quadro polarizado na cidade com as administrações do atual prefeito, José de Lima (PMDB), e de seu irmão, que se revezam na prefeitura da cidade.

Jesus afirmou que a mudança da coligação adversária "buscou uma densidade maior para a disputa", mas que isso "não deve alterar o quadro político".

Ele afirmou que conversou por telefone anteontem com José Sérgio Conti Júnior e que deixou "as portas abertas para receber seu apoio".

O prefeito José de Lima, candidato à reeleição, disse que ficou surpreso com a atitude adversária. "Tenho certeza de que boa parte dos votos dele (Conti Júnior) virá para mim", disse o prefeito.

Lima disse que aguarda um contato de Conti Júnior "para saber se poderá contar com seu apoio político".

Nabi e seu irmão Jesus estão rompidos desde 94, quando tiveram as primeiras divergências políticas.

Leia mais notícias de política na Folha Online

Discuta esta notícia nos Grupos de Discussão da Folha Online
 

Publicidade

Publicidade

Publicidade


 

Voltar ao topo da página