Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
24/06/2004 - 11h19

Corpo de Brizola segue para enterro em São Borja (RS)

Publicidade

da Folha Online

O corpo do ex-governador do Rio de Janeiro e do Rio Grande do Sul Leonel Brizola deixou hoje o Palácio Piratini, sede do governo gaúcho, por volta das 9h30, onde foi velado. Ele será transladado em avião do governo do Estado para São Borja (a 583 km de Porto Alegre).

Presidente do PDT, Brizola morreu aos 82 anos na última segunda-feira, de infarto decorrente de complicações infecciosas, no Rio. Brizola governou o Rio Grande do Sul entre 1959 e 1962. No Rio de Janeiro, teve dois mandatos: 1983-87 e 1991-94.

O enterro ocorrerá às 16h, no cemitério Jardim da Paz, em São Borja, onde estão os corpos dos presidentes Getúlio Vargas (1930-1945 e 1951-1954) e João Goulart (1961-1964), da mulher de Brizola, Neusa. Vargas nasceu em São Borja, no dia 19 de abril de 1882. O município tem uma população de 64.820 pessoas.

Nesta manhã, a banda da Brigada Militar executou o hino do Rio Grande do Sul e o toque de silêncio enquanto o caixão era colocado em um carro fúnebre.

O presidente interino da República, José Alencar, acompanhado do ministro Ciro Gomes (Integração Nacional), chegou ao Palácio Piratini às 9h10 e permaneceu por cerca de 20 minutos no velório. Depois, embarcou para São Paulo.

Ontem, o corpo de Leonel Brizola foi saudado por cerca de 10 mil pessoas, segundo a Brigada Militar, durante desfile em carro aberto do aeroporto internacional Salgado Filho ao Palácio Piratini. Horas antes, no Rio de Janeiro, o mesmo número de pessoas foi às ruas para homenagear o governador.

Com Agência Brasil

Leia mais
  • Saiba quem foi Leonel Brizola
  • Lula decreta luto oficial de três dias após morte de Brizola
  • Veja a repercussão da morte de Brizola

    Especial
  • Arquivo: veja o que já foi publicado sobre o ex-governador Leonel Brizola
  • Veja o especial sobre Leonel Brizola
  •  

    Publicidade

    Publicidade

    Publicidade


     

    Voltar ao topo da página