Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
27/06/2004 - 07h39

Ministério da Saúde alega ter negociado com Congresso

Publicidade

da Folha de S.Paulo

O Ministério da Saúde informou por meio de sua assessoria de imprensa que o empenho de R$ 1 milhão em favor da Norospar é "fruto das negociações com o Congresso Nacional". Por isso a entidade "receberá recursos da bancada do Paraná".

O líder da bancada do Paraná, deputado José Borba (PMDB), porém, rechaça a versão do ministério. "Não partiu da bancada e de nenhum parlamentar. Mas essa questão de emendas tem mil distorções. Não estou aqui fazendo uma defesa do que foi feito, mas pelo menos usaram o empenho dentro do Paraná", disse Borba.

Procurada nas últimas três semanas, a Casa Civil não se manifestou. A Folha informou o teor da reportagem à assessoria do ministro José Dirceu. Há 20 dias, prometeu-se resposta, mas nada foi encaminhado à Folha.

Segundo o médico José Alcindo Gil, presidente da Norospar e um dos sócios do Hospital São Paulo de Umuarama (PR), o ministro Dirceu tem "consciência" da necessidade de apoio à unidade de saúde. "Isso é uma coisa que ele sabe. O Zé [Dirceu] tem consciência disso". Gil nega que tenha pedido a intervenção do ministro.

A lobista Isabel Carneiro Silva não foi localizada pela reportagem. A Folha esteve no local em que ela trabalha em Brasília. Deixou recado no local. Deixou recado também em seu celular. Ela não respondeu.

Leia mais
  • Liberação de verba favorece amigo de Dirceu

    Especial
  • Veja o que já foi publicado sobre o Orçamento da União
  •  

    Publicidade

    Publicidade

    Publicidade


     

    Voltar ao topo da página