Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
22/03/2005 - 12h31

Saiba mais sobre Paulo Bernardo, o novo ministro do Planejamento

Publicidade

da Folha Online

Paulo Bernardo, indicado hoje pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva para assumir o Ministério do Planejamento, é deputado federal pelo PT do Paraná.

Bernardo estudou Geologia na UnB (Universidade de Brasília), mas não concluiu a graduação. Foi bancário, trabalhou no Banco do Brasil e ingressou no movimento sindical. Filiou-se ao PT em 1985 e está em seu terceiro mandato como deputado federal --os dois primeiros foram em 1991-1995 e 1995-1999.

Durante seu segundo mandato, o deputado licenciou-se para assumir o cargo de Secretário da Fazenda do Estado do Mato Grosso do Sul, de 1º de janeiro de 1999 a 13 de dezembro de 2000. Em 2002, ano da eleição do presidente Lula, chegou a ser cotado para assumir o Ministério do Planejamento. Na época, entretanto, a vaga ficou com o atual presidente do BNDES, Guido Mantega.

Bernardo também já foi cotado para assumir a presidência do Banco do Brasil, mas nunca assumiu o cargo.

Em seu último mandato, o deputado se aproximou do ministro Antonio Palocci (Fazenda), assumindo papel importante de interlocução entre o Congresso e a equipe econômica.

Entre os importantes cargos ocupados no Congresso, ele presidiu a Comissão Mista de Orçamento e foi relator do projeto das PPPs (Parcerias Público-Privadas) na Câmara.

Leia mais
  • Saiba mais sobre Romero Jucá, o novo ministro da Previdência
  • Lula anuncia troca dos ministros da Previdência e do Planejamento

    Especial
  • Leia o que já foi publicado sobre Paulo Bernardo
  •  

    Publicidade

    Publicidade

    Publicidade


     

    Voltar ao topo da página