Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
16/08/2005 - 11h13

CPI dos Correios vai ouvir doleiro em São Paulo

Publicidade

FELIPE RECONDO
da Folha Online, em Brasília

Integrantes da CPI dos Correios vão ouvir nesta terça-feira, a partir das 15h, o depoimento do doleiro Antônio Oliveira Claramunt, o Toninho da Barcelona, preso em Avaré, interior de São Paulo, por evasão de divisas.

A Secretaria da Segurança Pública de São Paulo já está providenciando o deslocamento do doleiro para a capital, onde ele será ouvido na Delegacia Geral de Polícia, na região central da cidade.

Os parlamentares escolhidos para o depoimento do doleiro --Osmar Serraglio (PMDB-PR), Heloisa Helena (PSOL-AL), Eduardo Paes (PSDB-RJ), Ideli Salvatti (PT-SC), Antonio Carlos Magalhães Neto (PFL-BA), Pompeo de Mattos (PDT-RS), Demóstenes Torres (PFL-GO), Álvaro Dias (PSDB-PR), Ônyx Lorenzoni (PFL-RS), Romeu Tuma (PFL-SP), Arnaldo Faria de Sá (PTB-SP), Maguito Vilela (PMDB-GO) e José Eduardo Cardozo (PT-SP)-- devem sair de Brasília por volta do meio-dia.

O doleiro deve revelar operações clandestinas de remessa de recursos ao exterior feitas para políticos de vários partidos, entre eles o PT. De acordo com cartas escritas por Toninho da Barcelona, o PT enviaria recursos para o exterior desde a primeira campanha do presidente Luiz Inácio Lula da Silva em 1989.

Com o depoimento do publicitário Duda Mendonça, responsável pela campanha presidencial de Lula em 2002, que afirmou à CPI ter recebido recursos no exterior para pagar os serviços prestados ao PT, os integrantes da comissão decidiram rastrear os recursos das contas no exterior.

Leia mais
  • Lamas e Palmieri depõem hoje na CPI do Mensalão
  • Comissão de Ética ouve defesa do ex-tesoureiro Delúbio Soares

    Especial
  • Leia a cobertura completa sobre a CPI dos Correios
  • Leia a cobertura completa sobre o caso do "mensalão"
  •  

    Publicidade

    Publicidade

    Publicidade


     

    Voltar ao topo da página