Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
30/08/2005 - 19h29

Lula diz que paciência evita decisões precipitadas

Publicidade

da Folha Online

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva voltou a tratar da crise política nesta terça-feira, ao participar da cerimônia de inauguração da reforma do aeroporto Uberlândia (MG). Em seu discurso, o presidente disse considerar a crise "extremamente grave", mas argumentou que é preciso "ter muita paciência" para não tomar nenhuma "decisão precipitada' e voltou a citar o presidente Juscelino Kubitschek (1956-1961).

"Sexta-feira eu me espelhei em um mineiro que possivelmente tenha sido mais acusado do que eu. Os mais velhos se lembram do que os que hoje me atacam faziam com Juscelino. Juscelino, várias vezes, apareceu nas primeiras páginas dos jornais deste país como ladrão. Tentaram cassá-lo duas vezes, tentaram dar golpe de Estado, tentaram matá-lo, inclusive. E Juscelino nunca perdeu a paciência, discursou.

Sobre a CPI que apura denúncias de corrupção, o presidente disse confiar no trabalho dos deputados e senadores.

"Eu estou pedindo a Deus que esta CPI, ao terminar o seu trabalho, apresente quem são os culpados, que a justiça julgue os culpados, e quem cometeu erro, quem cometeu qualquer crime contra o patrimônio público seja duramente punido", ressaltou.

Com Agência Brasil

Especial
  • Leia o que já foi publicado sobre a crise no governo Lula
  •  

    Publicidade

    Publicidade

    Publicidade


     

    Voltar ao topo da página