Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
13/04/2010 - 12h23

Entidade ruralista anuncia campanha contra "abril vermelho" do MST

Publicidade

EDUARDO SCOLESE
da Sucursal de Brasília

Principal entidade sindical do campo, a CNA (Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil) lançará nos próximos dias uma campanha nacional contra as invasões de terra do chamado "abril vermelho" do MST (Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra).

O foco da campanha será apresentar, na TV e em espaços públicos, como rodoviárias e aeroportos, imagens de invasões de fazendas e de depredações de propriedades rurais. O tema da campanha é o seguinte: "Vamos tirar o Brasil do vermelho. Invasão é crime".

No final da manhã de hoje, a presidente da CNA, senadora de oposição Kátia Abreu (DEM-TO), protocolou no Ministério da Justiça a proposta da entidade de criação de um Plano Nacional de Combate às Invasões, com o objetivo de prevenir ações dos sem-terra com a ajuda da Polícia Federal e da Polícia Rodoviária Federal.

Ela anunciou ainda para, num prazo de 60 dias, recolher em todo o país 1 milhão de assinaturas de pessoas que se dizem contrárias às invasões de terra. "Vamos mostrar ao governo que o Brasil está dizendo não às ações criminosas do MST", disse a senadora.

Outra iniciativa prometida pela CNA será oferecer assistência jurídica às Justiças Estaduais para acelerar os processos movidos por fazendeiros contra líderes do movimento. "Temos uma lista com os líderes das invasões. Vamos fazer de tudo para que eles sejam punidos."

 

Publicidade

Publicidade

Publicidade


Voltar ao topo da página