Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
19/09/2005 - 15h50

Advogado confirma discurso, mas não renúncia de Severino

Publicidade

ROSE ANE SILVEIRA
da Folha Online, em Brasília

O advogado José Eduardo Alckmin, que defende o presidente da Câmara, Severino Cavalcanti (PP-PE), confirmou nesta segunda-feira que seu cliente pretende fazer um pronunciamento no plenário da Casa na próxima quarta-feira.

Severino é acusado de ter quebrado o decoro parlamentar por seu envolvimento com o empresário Sebastião Buani, que afirma ter pagado propina para garantir a concessão de um restaurante da Câmara. O advogado não informou, no entanto, se Severino fará um discurso de renúncia ou de defesa do seu mandato.

Alckmin passou a manhã na Casa de Severino. Segundo o advogado, Severino não discute a possibilidade de tirar uma licença. "Ou ele renuncia, ou enfrenta o processo", disse o advogado. Alckimin reafirmou que não está orientando Severino sobre uma possível renúncia.

Neste final de semana, Severino disse a interlocutores que pretende renunciar. "Só o fato de ele estar sob o foco da imprensa como suspeito de ter feito uma coisa errada já pode afetar o bom funcionamento da Câmara, e isso provavelmente vai pesar na decisão", avaliou o advogado.

O corregedor da Câmara, deputado Ciro Nogueira (PP-PI), que é amigo de Severino, afirmou nesta segunda-feira que esteve no final de semana com o presidente da Câmara, que ele está bem de saúde, tranqüilo e que durante a conversa entre os dois o assunto renúncia não foi tratado.

Segundo o advogado de Severino, o seu cliente não deve se preocupar com os desdobramentos jurídicos das denúncias. Segundo ele, o processo na Câmara tem se baseado em questões políticas, e não legais. "Os elementos de prova são muito tênues, e a testemunha se desdiz a todo o momento."

Desde a última semana, a defesa de Severino alega que Buani não é uma testemunha confiável e que já mudou as acusações contra o presidente da Câmara por diversas vezes.

Especial
  • Leia o que já foi publicado sobre Severino Cavalcanti
  • Leia a cobertura completa sobre a crise em Brasília
  •  

    Publicidade

    Publicidade

    Publicidade


     

    Voltar ao topo da página