Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
04/10/2005 - 21h22

Estátua de São Francisco é inaugurada em Canindé

Publicidade

KAMILA FERNANDES
da Agência Folha, em Fortaleza

Nas comemorações pelo Dia de São Francisco, foi inaugurada em Canindé (113 km de Fortaleza) uma estátua com 30,25 metros de altura em homenagem ao santo, que é o padroeiro da cidade. Segundo a Igreja Católica e o governo do Ceará, é a maior estátua sacra do mundo.

A bênção à imagem foi dada logo pela manhã, pelo arcebispo de Fortaleza, dom José Antonio Tosi. O pároco do município, frei Carlos Antônio, esteve presente ao ato, mas não abençoou a estátua. Para ele, a imagem não se parece muito com a de São Francisco.

"Mas vai ficar valendo para a Igreja e para o povo. Como falam que é o santo, então os fiéis consideram a imagem como tal", disse o frei franciscano. Antes do acabamento da imagem, ele havia dito que mais parecia com São Pedro. "Agora ficou um pouco mais parecida com São Francisco. Ficou menos feia."

Os festejos religiosos na cidade, que começaram há dez dias, reuniram cerca de 1 milhão de pessoas, segunda a Igreja Católica. Canindé é o segundo maior pólo religioso do Nordeste (atrás apenas de Juazeiro do Norte) e o maior centro franciscano na América Latina.

Toda a polêmica sobre a semelhança da estátua com a imagem difundida de São Francisco começou por causa do rompimento político do pároco, que é do PT, com o prefeito, Gláuber Monteiro (PSDB). Hoje, os dois voltaram a se reaproximar e, até por isso, a polêmica sobre o santo diminuiu. "Nosso relacionamento é diplomático, de autoridade para autoridade", disse frei Carlos.

A estátua foi orçada em R$ 650 mil, numa parceria entre prefeitura e governos federal e estadual. O escultor, Deoclécio Diniz, o Bibi, utilizou, no acabamento, vidros especiais importados da China para o revestimento. A intenção é, além de tornar a imagem mais bonita e parecida com a do santo, deixá-la --com a veste marrom --mais resistente ao clima da região, o semi-árido.

A estátua fica no alto de um monte, o Alto do Moinho, e é maior que o Cristo Redentor do Rio de Janeiro, que mede 25 metros de altura (38 incluindo o pedestal). Para chegar até lá, foi necessária a construção de um acesso de 540 metros.

As atividades religiosas aconteceram durante todo o dia. Pela manhã, frei Carlos dedicou uma missa a dom Luiz Flávio Cappio, bispo de Barra (BA), também da ordem franciscana, que está em greve de fome há dez dias, em protesto contra a transposição do rio São Francisco.

Apesar de estar no Ceará, Estado que seria beneficiado com as águas do rio, frei Carlos disse que defende primeiro a vida do religioso e a do rio. "Gostaria que ele vivesse e que o presidente Lula adiasse o início dessa obra. Afinal, esse projeto vai beneficiar a quem? Serão os pobres do Nordeste?", disse o frei, que é de Alagoas, Estado "doador" de águas.

À noite, haveria a inauguração política da estátua, com o governador do Ceará, Lúcio Alcântara (PSDB), o prefeito de Canindé e outros políticos da região. "Vou mandar um representante", disse Frei Carlos.

Leia mais
  • Lula atrasa obra de transposição do S. Francisco para negociar com bispo
  • Presidente da CPT sugere invasão em obra de transposição
  • Lula mantém projeto de transposição por razões eleitorais, diz Gabeira

    Especial
  • Leia o que já foi publicado sobre a transposição do rio São Francisco
  •  

    Publicidade

    Publicidade

    Publicidade


     

    Voltar ao topo da página