Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
14/03/2006 - 15h02

PSDB escolhe Alckmin como candidato à Presidência, dizem tucanos

Publicidade

CÁTIA SEABRA
da Folha de S.Paulo

O nome do governador Geraldo Alckmin (SP) será oficializado nesta terça-feira como o candidato do PSDB à Presidência da República. O prefeito José Serra (SP) desistiu de disputar as eleições presidenciais de outubro para evitar um racha no PSDB e assim abriu espaço para a oficialização do nome de Alckmin.

A Folha apurou que Serra já ligou para o presidente da legenda, Tasso Jereissati, anunciando que desistiu de sua candidatura. Para justificar sua decisão, ele disse que queria evitar o lançamento de uma "candidatura debilitada".

Bruno Miranda/Folha Imagem
Tucanos declaram que Alckmin é o candidato escolhido
Tucanos declaram que Alckmin é o candidato escolhido
Ontem, ao admitir pela primeira vez a possibilidade de sair candidato, Serra rejeitou a realização de prévias. "Não há condição de se fazer uma prévia no PSDB. Porque uma prévia vai acabar dividindo o partido e criando problemas, rivalidade, no fundo favorecendo o adversário."

A indicação de Alckmin para a cabeça de chapa do PSDB passou por uma longa negociação envolvendo Serra, Alckmin, o triunvirato tucano --formado pelo presidente nacional do partido, Tasso Jereissati (CE), pelo ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, e pelo governador Aécio Neves (MG)--, e os governadores do partido.

O primeiro encontro ocorreu ontem à noite mesmo no hotel onde Tasso se hospedou em São Paulo. Por mais de quatro horas Serra esteve reunido com Tasso, FHC e Aécio. Novas reuniões voltaram a ocorrer. Tasso ouviu hoje a opinião dos governadores Cássio Lima (PB), Lúcio Alcântara (CE) e Marconi Perillo (GO).

A decisão final, entretanto, foi resultado de uma conversa entre Serra e Alckmin. Os dois teriam se reunido hoje secretamente para tratar do processo de escolha. Após o encontro, a informação que se teve era de que Serra teria telefonado para Tasso anunciando que iria abrir mão da disputa em favor de Alckmin.

O anúncio oficial da escolha do candidato tucano está marcado para as 16h, no Palácio dos Bandeirantes.

Leia mais
  • Tasso diz que governadores serão ouvidos antes do anúncio do candidato
  • Governadores defendem consulta e indicam preferência por Alckmin
  • Mercado ignora PSDB e vê vantagem de Lula sobre Alckmin ou Serra

    Especial
  • Leia o que já foi publicado sobre Geraldo Alckmin
  • Leia o que já foi publicado sobre as eleições 2006
  •  

    Publicidade

    Publicidade

    Publicidade


     

    Voltar ao topo da página