Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
29/05/2006 - 18h50

Efraim Morais ameaça prorrogar trabalhos da CPI dos Bingos

Publicidade

ANDREZA MATAIS
da Folha Online, em Brasília

O presidente da CPI dos Bingos, senador Efraim Morais (PFL-PB), ameaçou nesta segunda-feira prorrogar os trabalhos da comissão até 24 de outubro. A CPI terminaria dia 24 de junho.

Segundo Morais, a comissão já tem as 27 assinaturas necessárias para prorrogar os trabalhos caso os governistas apresentem um relatório paralelo ou tentem desqualificar o trabalho da CPI. "Se quiserem guerra, vamos trabalhar com a prorrogação."

O relator da comissão, senador Garibaldi Alves (PMDB-RN), decidiu antecipar para esta quinta-feira a apresentação do relatório final da CPI.

O parecer deverá pedir o indiciamento de 50 pessoas, entre elas o do presidente do Sebrae, Paulo Okamotto, que teria pago dívidas do presidente Luiz Inácio Lula da Silva com recursos de origem desconhecida.

Morais disse achar difícil Garibaldi apresentar o relatório nesta semana. Segundo ele, "se não pedirem o indiciamento do ex-ministro Antonio Palocci e do empresário Sérgio Gomes da Silva, o Sombra, a CPI ficará sob suspeita".

A líder do PT no Senado, senadora Ideli Salvatti (SC), não confirma que haverá um relatório paralelo. "Vamos ver primeiro o texto do relator. Acho que esta não é uma postura correta de alguém que conduz uma CPI."

Os governistas só aceitarão um relatório que trate sobre bingos, o que não deve acontecer.

Especial
  • Leia o que já foi publicado sobre a CPI dos Bingos
  • Leia a cobertura completa sobre a crise em Brasília
  •  

    Publicidade

    Publicidade

    Publicidade


     

    Voltar ao topo da página