Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
07/07/2006 - 09h22

PPS vai pedir a cassação de dois deputados sanguessugas

Publicidade

da Folha de S.Paulo, em Brasília

Os deputados Nilton Capixaba (PTB-RO) e João Caldas (PL-AL) serão os primeiros congressistas envolvidos com a máfia dos sanguessugas a ter pedido de cassação aberto na Câmara.

O presidente do PPS, deputado Roberto Freire (PE), afirmou ontem que pretende ingressar com representações por quebra de decoro no Conselho de Ética contra os dois, na semana que vem.

Os mensaleiros Wanderval Santos (PL-SP) e Pedro Henry (PP-MT), que tiveram a cassação recomendada pelo conselho, mas foram absolvidos, serão os próximos.

O deputado Fernando Gabeira (PV-RJ) deve pedir processo por quebra de decoro contra os dois deputados.

Com isso, de 57 congressistas investigados pelo Ministério Público Federal, quatro terão os nomes revelados pela CPI. Capixaba e Caldas não comentaram a decisão. Pedro Henry e Santos não foram encontrados.

Especial
  • Dê sua opinião sobre a manutenção do sigilo dos parlamentares investigados
  • Leia a cobertura especial sobre a CPI dos Sanguessugas
  •  

    Publicidade

    Publicidade

    Publicidade


     

    Voltar ao topo da página