Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
01/08/2006 - 15h10

CPI encontra dificuldades para preencher vagas na sub-relatoria

Publicidade

FELIPE RECONDO
da Folha Online, em Brasília

O relator da CPI dos Sanguessugas, Amir Lando (PMDB-RO), encontra dificuldades para preencher as vagas abertas para a sub-relatoria da comissão parlamentar destinada a investigar o Executivo.

Essa sub-relatoria ficaria encarregada, por exemplo, de definir quais ex-ministros da Saúde deveriam ser convocados a prestar depoimento.

Dos três nomes sugeridos por ele --senador Flávio Arns (PT-PR) e deputados Júlio Redecker (PSDB-RS) e Gastão Vieira (PMDB-MA)-- nenhum demonstrou simpatia à idéia imediatamente.

Arns disse que poderia aceitar a incumbência caso a investigação fosse concluída depois do processo eleitoral. Até outubro, o senador quer se dedicar à campanha ao governo do Paraná.

Redecker, por sua vez, também demonstra preocupação com sua candidatura e deve conversar ainda hoje com Lando para definir se atenderá ao convite ou irá recusá-lo.

Gastão Vieira é presidente da comissão que vai analisar a reforma universitária e disse que não quer acumular as duas funções. Pelo mesmo motivo, já havia se recusado a integrar os quadros da comissão. Para assumir a função, portanto, um peemedebista da CPI teria de ser substituído.

O presidente da CPI, Antonio Carlos Biscaia (PT-RJ), ao contrário de Lando, não é favorável à convocação dos ex-ministros da Saúde. De acordo com ele, o assunto pode tumultuar as investigações.

Especial
  • Leia a cobertura completa sobre a máfia das ambulâncias
  • Leia a cobertura completa sobre a crise em Brasília
  • Enquete: os partidos devem expulsar os parlamentares citados na lista da CPI dos Sanguessugas?
  •  

    Publicidade

    Publicidade

    Publicidade


     

    Voltar ao topo da página