Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
10/08/2006 - 10h00

CPI deve pedir hoje cassação de mais de 70 parlamentares

Publicidade

da Folha Online, em Brasília

O relatório parcial da CPI dos Sanguessugas, que será apresentado nesta quinta-feira, deve apontar o envolvimento de mais de 70 parlamentares com a máfia das ambulâncias. A comissão investigou ao menos 90 nomes.

O vice-presidente da CPI, deputado Raul Jungmann (PPS-PE), defende que os nomes sobre os quais há provas ou indícios graves de envolvimento com o esquema sejam encaminhados para os Conselhos de Ética da Câmara e do Senado, para que sejam abertos processos de cassação de mandato.

Conforme Jungmann, o relatório da CPI dividirá os parlamentares em três grupos. Do primeiro constam nomes sobre os quais há "provas expressivas" de participação no esquema. No segundo grupo estão listados outros com provas e indícios graves. No terceiro grupo, estarão parlamentares que a comissão não comprovou a participação.

O presidente da CPI dos Sanguessugas, deputado Antonio Carlos Biscaia (PT-RJ), reiterou que pretende colocar o relatório parcial em votação hoje.

Se houver pedido de vista, Biscaia irá conceder apenas algumas horas para que o texto seja analisado pelos membros. O deputado admite, no entanto, que a votação pode ser adiada se não houver quórum na reunião.

Especial
  • Leia a cobertura completa sobre a máfia das ambulâncias
  • Leia a cobertura completa sobre a crise em Brasília
  • Enquete: os partidos devem expulsar os parlamentares citados na lista da CPI dos Sanguessugas?
  •  

    Publicidade

    Publicidade

    Publicidade


     

    Voltar ao topo da página