Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
10/08/2006 - 11h25

Heloísa defende que segunda etapa da CPI investigue Executivo

Publicidade

ANDREZA MATAIS
da Folha Online, em Brasília

Candidata à Presidência da República, a senadora Heloísa Helena (PSOL-AL) disse nesta quinta-feira que não vai se afastar da CPI dos Sanguessugas por causa da campanha eleitoral. Heloísa afirmou que vai conciliar as duas tarefas. Ela defendeu que a próxima etapa da comissão se dedique a investigar a participação do Executivo no esquema.

Depois da votação do relatório que indicará os nomes dos parlamentares apontados pela CPI como integrantes do esquema de desvio de recursos do Orçamento da União, a comissão deve se debruçar sobre os ministérios que liberavam os recursos.

"Não tenho dúvidas de que na segunda etapa os ex-ministros da Saúde vão ser ouvidos. Se quisermos descobrir toda a bandalheira é importante identificar quem participou dela no Executivo", disse.

A senadora disse que gostaria que esta eleição tivesse um caráter plebiscitário para que a população escolhesse se quer a "vigarice, os cúmplices e os omissos com a corrupção, seja no Congresso ou na Presidência da República" ou os que lutam para combater os desvios.

Heloísa disse que vai conseguir conciliar a campanha com a CPI porque como mulher está acostumada à tripla jornada. "Vai dar para conciliar as duas coisas", disse.

Especial
  • Leia a cobertura completa sobre a máfia das ambulâncias
  • Leia a cobertura completa sobre a crise em Brasília
  • Enquete: os partidos devem expulsar os parlamentares citados na lista da CPI dos Sanguessugas?
  •  

    Publicidade

    Publicidade

    Publicidade


     

    Voltar ao topo da página