Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
15/08/2006 - 12h09

Câmara muda regras para agilizar processos contra sanguessugas

Publicidade

ANDREZA MATAIS
da Folha Online, em Brasília

A Mesa da Câmara decidiu hoje reduzir o prazo para que os parlamentares acusados de envolvimento em irregularidades apresentem suas defesas. A medida tem como objetivo agilizar os processos dos 69 deputados apontados pela CPI dos Sanguessugas como envolvidos com a máfia das ambulâncias.

Os deputados terão cinco dias úteis para se defender e não mais cinco sessões do plenário. Como o plenário vem registrando falta de quórum neste período eleitoral, a regra anterior acabava beneficiando os deputados.

Por determinação do STF (Supremo Tribunal Federal), o presidente da Câmara, deputado Aldo Rebelo (PC do B-SP), decidiu também que se não forem encontrados num prazo determinado pela Corregedoria, os deputados serão notificados por edital. A mesma regra irá valer para o Conselho de Ética da Câmara. Freqüentemente o órgão encontra dificuldades para notificar os deputados pessoalmente, o que acabava atrasando o andamento dos processos.

Relatório

O relatório parcial da CPI dos Sanguessugas ainda não foi encaminhado para à Presidência da Câmara, mas a expectativa é que o texto seja repassado hoje pelo presidente, deputado Antonio Carlos Biscaia (PT-RJ).

Na expectativa de receber o texto ainda hoje, a Corregedoria já definiu que irá notificar os deputados até sexta-feira. Os que não forem encontrados serão notificados por edital na segunda-feira. Seguindo esse calendário, os deputados terão até o dia 28 de agosto para apresentar suas defesas.

As medidas da Mesa da Câmara, porém, podem se tornar inócuas. Três partidos --PPS, PV e PSOL-- já anunciaram que vão representar os parlamentares diretamente no Conselho de Ética. Desta forma, os processos não serão analisados pela Corregedoria, seguem direto para o Conselho. Os deputados que quiserem renunciar aos mandatos para evitar os processos, tem que tomar a decisão antes da abertura dos processos no Conselho.

Leia mais
  • CPI dos Sanguessugas denuncia 72 parlamentares; veja lista
  • CPI dos Sanguessugas absolve 18 parlamentares

    Especial
  • Leia a cobertura completa sobre a máfia das ambulâncias
  • Enquete: os partidos devem expulsar os parlamentares citados na lista da CPI dos Sanguessugas?
  •  

    Publicidade

    Publicidade

    Publicidade


     

    Voltar ao topo da página