Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
22/08/2006 - 15h24

Conselho de Ética abre processos contra mais dois deputados

Publicidade

da Folha Online

Além dos 67 processos abertos contra deputados acusados de envolvimento com a máfia das ambulâncias, o Conselho de Ética instaurou hoje mais dois processos. Os alvos desses dois processos são os deputados B. Sá (PSB-PI) e Domiciano Cabral (PSDB-PB).

B. Sá é acusado de participar de esquema semelhante ao da máfia dos sanguessugas. O deputado apresentou emenda ao Orçamento da União para a construção de uma barragem no sul do Piauí em troca de R$ 15 mil pagos pelas empreiteiras responsáveis pela obra.

Domiciano Cabral foi flagrado numa conversa em que também negocia a apresentação de emendas, mas no caso dele não ficou comprovado o pagamento de propina.

O presidente do Conselho de Ética, Ricardo Izar (PTB-SP), nomeou o deputado José Otávio Germano (PP-RS) como relator dos dois processos.

Os demais relatores serão definidos em 4 de setembro. Inicialmente, será sorteado um processo para cada um dos 28 integrantes do conselho aptos a assumir relatorias --o presidente do colegiado, Ricardo Izar (PTB-SP), e o corregedor da Câmara, Ciro Nogueira (PP-PI), não podem ser relatores.

Com Agência Câmara

Especial
  • Leia a cobertura completa sobre a máfia das ambulâncias
  • Enquete: os depoimentos dos empresários sanguessugas devem ser usados como provas?
  • Leia a cobertura completa sobre a crise em Brasília
  •  

    Publicidade

    Publicidade

    Publicidade


     

    Voltar ao topo da página