Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
22/08/2006 - 23h01

TRE multa rádio da Paraíba por divulgar opinião desfavorável a Cunha Lima

Publicidade

CÍNTIA ACAYABA
da Agência Folha

O TRE (Tribunal Regional Eleitoral) da Paraíba multou a rádio Líder FM, da cidade de Sousa (a 436 km de João Pessoa), por divulgar opinião desfavorável sobre o candidato à reeleição ao governo, Cássio Cunha Lima (PSDB). O valor da multa é de R$ 21.282.

Na segunda-feira, o TRE acatou representação eleitoral da coligação "Por Amor à Paraíba" (PSDB, PP, PTB, PTN, PL, PFL, PTC e PT do B) contra o proprietário da rádio e prefeito licenciado de Sousa, Salomão Gadelha (PMDB), irmão do deputado federal Marcondes Gadelha (PSB).

Salomão se licenciou do cargo para colaborar na campanha do candidato José Maranhão (PMDB) ao governo do Estado.

Segundo a representação, o locutor Gilberto Videres fez críticas ao programa de distribuição de cheques do governo à população carente pela FAC (Fundação de Ação Comunitária).

O TRE considerou o conteúdo do programa como "matéria com potencial de influenciar o público ouvinte em período eleitoral".

"A rádio apenas comentou um fato jornalístico sobre a suspensão dos cheques. Nós vamos recorrer ao TSE", disse Salomão Gadelha.

No dia 31 de julho, o juiz-corregedor do TRE, Alexandre Targino Gomes Falcão, concedeu liminar que suspendeu a distribuição de cheques emitidos pela FAC. A liminar atendeu ação de investigação eleitoral movida pelo PCB contra o candidato à reeleição Cássio Cunha Lima e o presidente da FAC, Gilmar Aureliano.

Ney Suassuna

O TRE julgou improcedente o pedido de impugnação do registro de candidatura do senador Ney Suassuna (PMDB), candidato à reeleição.

O pedido foi feito pelo candidato ao governo do Estado Marinésio Ferreira (PSDC). Ele havia pedido a inelegibilidade de Suassuna porque o nome do senador foi citado no relatório da CPI dos Sanguessugas.

O TRE negou o pedido por unanimidade e aplicou multa de três salários mínimos ao candidato Marinésio por má-fé. A candidatura do senador foi deferida.

Especial
  • Leia cobertura completa das eleições 2006
  • Enquete: qual candidato tem o melhor programa no horário eleitoral gratuito?
  • Enquete: o horário eleitoral muda ou não o seu voto?
  • Enquete: você assiste ao horário eleitoral gratuito?
  •  

    Publicidade

    Publicidade

    Publicidade


     

    Voltar ao topo da página