Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
24/08/2006 - 17h45

Magno Malta promete provar inocência no Conselho de Ética

Publicidade

GABRIELA GUERREIRO
da Folha Online, em Brasília

Apesar de estar entre os três senadores que podem perder o mandato por suspeita de participação na máfia das ambulâncias, Magno Malta (PL-ES) comemorou hoje o envio das representações ao Conselho de Ética que darão início aos processos de cassação. O senador disse que, ao contrário da CPI dos Sanguessugas, no conselho terá oportunidade de se defender das denúncias.

'No conselho poderei dizer as minhas verdades. E a verdade está comigo. Só quem me deu o mandato pode me tirar. Estou esperando a hora de falar', disse.

Malta disse estar tranqüilo para a escolha do senador que vai relatar o seu processo no Conselho de Ética. O senador Sibá Machado (PT-AC) já sinalizou que vai desistir da relatoria. O presidente do conselho, senador João Alberto (PMDB-MA), está conversando com vários senadores para definir quem será o relator.

Magno Malta subiu hoje à tribuna do Senado para se defender das acusações. Com o plenário vazio, já que o Congresso Nacional está em recesso branco, ele discursou apenas para o senador Roberto Cavalcanti (PRB-PB), único presente no plenário naquele momento.

Da tribuna, Malta negou mais uma vez todas as denúncias reveladas por Luiz Antonio Vedoin, sócio da Planam, empresa acusada de operar o esquema de fraudes. Segundo Vedoin, o senador teria feito acordo com a Planam para liberar emenda no valor de R$ 1 milhão para a empresa.

Em troca, teria recebido 10% do total em propina. Malta também é acusado de receber, como adiantamento, um carro Fiat Ducato --que é de propriedade do deputado Lino Rossi (PP-MT), também denunciado pelo Ministério Público.

O senador admite que usou o carro do deputado, mas argumenta que não sabia da origem do veículo. 'Eu não sou um senador com capacidade de premonição. Eu não sabia de quem era esse carro', afirmou.

Leia mais
  • CPI dos Sanguessugas denuncia 72 parlamentares; veja lista
  • CPI dos Sanguessugas absolve 18 parlamentares

    Especial
  • Leia a cobertura completa sobre a máfia das ambulâncias
  • Enquete: você é a favor do fim do voto secreto?
  •  

    Publicidade

    Publicidade

    Publicidade


     

    Voltar ao topo da página