Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
31/08/2006 - 18h06

CPI diz que 21 municípios têm envolvimento direto com sanguessugas

Publicidade

GABRIELA GUERREIRO
da Folha Online, em Brasília

Levantamento apresentado hoje pela CPI dos Sanguessugas indica o envolvimento direto de 21 municípios com parlamentares contra os quais a comissão diz ter provas de suposto envolvimento com a máfia das ambulâncias. Com base no depoimento do empresário Luiz Antonio Vedoin, a CPI já tem indícios de que 60 cidades receberam propina do dono da Planam antes mesmo de receberem as unidades moveis de saúde.

Das 60 prefeituras, apenas 40 receberam as ambulâncias. Mas apenas 21 municípios foram contemplados com ambulâncias pagas com recursos de emendas dos 37 parlamentares que receberam depósitos de Vedoin em suas contas bancárias ou de assessores e parentes.

"Além de emendas individuais, há emendas de bancadas dos partidos. Há parlamentares que gerenciavam regionalmente emendas, e pelas bancadas é muito difícil identificar esses parlamentares", afirmou o sub-relator de sistematização da CPI, deputado Carlos Sampaio (PSDB-SP).

Recordistas em propina

O Estado do Mato Grosso aparece no levantamento da CPI como o Estado com o maior número de prefeituras que teriam recebido propina de Vedoin: 11 no total. O segundo colocado é o Rio de Janeiro, com oito prefeituras suspeitas de envolvimento no esquema. Já o Estado de São Paulo aparece com apenas duas prefeituras que estariam envolvidas nas fraudes: Piacatu e Vinhedo.

Quando a análise dos dados é feita por partido, o PMDB aparece em primeiro lugar, com 18 prefeituras que teriam recebido recursos de Vedoin. O PFL é o segundo, com 12 entre as 60 prefeituras com indícios de corrupção.

O levantamento mostra, ainda, que o município de Nova Marilândia, no Mato Grosso, teria recebido o maior montante em propina: R$ 125,4 mil. O menor valor, de R$ 2 mil, foi recebido pelos municípios Colorado do Oeste (RO), Ministro Andreazza (RO) e Corumbiara (RO).

Segundo a CPI, as propinas teriam sido pagas por Vedoin entre fevereiro de 2002 e julho de 2005.

Leia mais
  • CPI dos Sanguessugas denuncia 72 parlamentares; veja lista
  • CPI dos Sanguessugas absolve 18 parlamentares

    Especial
  • Leia a cobertura completa sobre a máfia das ambulâncias
  • Enquete: você é a favor do fim do voto secreto?
  • Leia a cobertura completa sobre a crise em Brasília
  •  

    Publicidade

    Publicidade

    Publicidade


     

    Voltar ao topo da página