Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
31/08/2006 - 21h41

Advogado de Vedoin reforça denúncias contra senador tucano

Publicidade

GABRIELA GUERREIRO
da Folha Online, em Brasília

Apesar de não incluir novos parlamentares entre os envolvidos com a máfia das ambulâncias no depoimento prestado hoje à Polícia Federal, o advogado de Luiz Antonio Vedoin, Otto Medeiros, reiterou que o empresário possui provas que incluem o senador Antero Paes de Barros (PSDB-MT) nas fraudes.

Segundo o advogado, Vedoin já apresentou à Justiça do Mato Grosso documentos que comprovariam a ligação do senador com a máfia dos sanguessugas.

"Vai ficar a caráter da CPI investigar o senador, mas ele [Vedoin] já apresentou os documentos que possui. Provas existem, e foram apresentadas contra os quatro senadores", afirmou o advogado.

Além do senador Antero Paes de Barros, os senadores Ney Suassuna (PMDB-PB), Serys Slhessarenko (PT-MT) e Magno Malta (PL-ES) foram citados por Vedoin como integrantes da máfia das ambulâncias.

Antero

Apenas Antero Paes de Barros não foi incluído no relatório parcial da CPI dos Sanguessugas, uma vez que Vedoin apresentou as denúncias contra o senador depois que o texto foi aprovado pela comissão.

Otto Medeiros afirmou, no entanto, que não há nenhum objetivo político por trás das novas denúncias de Vedoin. "O Luiz Antonio não está vinculado a ninguém do meio político. Ele não está vinculado a nada a não ser com a verdade", disse.

O advogado também desqualificou a entrevista de Vedoin à revista Época, na qual ele teria incluído os nomes dos deputados Ricardo Izar (PTB-SP), José Múcio (PTB-CE), Luiz Piauhylino (PSB-PE) e Ciro Nogueira (PP-PI) entre os integrantes do esquema para a compra superfaturada de ambulâncias.

Segundo o advogado, nas gravações encaminhadas à revista o empresário afirma que "não repassou dinheiro algum" para os parlamentares. "Não existe contradição com o que ele já falou, como também não existe um novo depoimento do Vedoin", disse o advogado.

Novo depoimento

O empresário presta novo depoimento à Polícia Federal na próxima segunda-feira, já que hoje Vedoin apresentou aos delegados detalhes sobre apenas 40% dos 84 parlamentares investigados pelo Supremo Tribunal Federal por suposto envolvimento nas fraudes.

O advogado do empresário também confirmou que ele e o irmão, Darci Vedoin, além de outros diretores da Planam, vão comparecer ao Conselho de Ética do Senado na próxima terça-feira para depor sobre a suposta participação dos senadores nas fraudes.

Especial
  • Leia a cobertura especial sobre a Máfia dos Sanguessugas
  •  

    Publicidade

    Publicidade

    Publicidade


     

    Voltar ao topo da página