Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
04/09/2006 - 16h47

PSOL acusa PT de querer calar Heloísa Helena com ação no TSE

Publicidade

da Folha Online

O PSOL repudiou, em nota divulgada nesta segunda-feira, a ação movida pelo PT no TSE (Tribunal Superior Eleitoral). O tribunal proibiu, na última sexta-feira, a reapresentação de um programa da candidata à Presidência Heloísa Helena no horário eleitoral gratuito, por considerá-lo ofensivo ao candidato do PT, Luiz Inácio Lula da Silva.

"O PSOL não vai se calar diante dos fatos de corrupção, mensaleiros e sanguessugas", diz a mensagem do PSOL.

A coligação que apóia o presidente Lula, candidato à reeleição, também solicitou direito de resposta, mas o TSE negou.

"Em apenas um minuto, Heloísa Helena mostra para o povo o mar de lama que envolve certo candidato que tentou na Justiça, sem sucesso, cassar o nosso direito de debater com o povo esta vergonha que atinge parlamentares da maioria dos partidos e inclusive da base do governo", afirma a nota.

No programa, que foi ao ar na semana passada, Heloísa Helena diz que "deve ser mentira" o resultado das pesquisas eleitorais que apontam para a vitória do "banditismo político". No total, a peça tem 1 minuto e 2 segundos.

Heloísa Helena ainda se refere ao presidente Lula como "o fujão dos debates" e que, em seu governo "teve de tudo: sanguessuga, mensaleiro, perseguição ao caseiro pobre, que denunciou orgias com o dinheiro público roubado, e tantas farsas mais, que dá náusea a quem tem vergonha na cara e amor no coração". Encerrou dizendo que, "no segundo turno é diferente: com tempo igual no horário eleitoral, o Lula vai ter que descer do seu trono de arrogância e ir aos debates para ser desmascarado".

Em sua decisão, o ministro do TSE Marcelo Ribeiro afirma que o conteúdo do programa do PSOL "parece, em princípio, desbordar do limite traçado pela lei às críticas que os candidatos podem fazer um ao outro".

O partido de Heloísa Helena encerra a nota divulgada hoje fazendo um chamado ao candidato petista, para "debater e esclarecer" as questões levantadas pelo PSOL "com o povo".

Procurado pela reportagem, o PT ainda não informou que se vai comentar a nota do PSOL.

Leia mais
  • TSE proíbe propaganda de Heloísa Helena com ofensas a Lula

    Especial
  • Leia cobertura completa das eleições 2006
  •  

    Publicidade

    Publicidade

    Publicidade


     

    Voltar ao topo da página