Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
05/09/2006 - 16h59

Oposição acusa governistas de esvaziar CPI para não comprometer PT

Publicidade

GABRIELA GUERREIRO
da Folha Online, em Brasília

A CPI dos Sanguessugas não conseguiu nesta tarde atingir o quórum mínimo de 19 parlamentares para votar os mais de 130 requerimentos de quebras de sigilos e convocações de supostos envolvidos na máfia das ambulâncias. A oposição acusou a base aliada do governo de esvaziar a sessão para evitar a convocação de ex-ministros da Saúde.

"É falta de vergonha. Não querem expor o PT antes das eleições. Já salvaram o presidente Lula e agora querem também salvar o partido. A base aliada fez essa armação para não respingar nas eleições de outubro", acusou o deputado Arnaldo Faria de Sá (PTB-SP).

O deputado reagiu à falta de quórum depois que o presidente da CPI, deputado Antonio Carlos Biscaia (PT-RJ), encerrou a sessão e convocou nova reunião da comissão somente para 4 de outubro --já que o Congresso não terá novo esforço concentrado antes das eleições.

Biscaia argumentou que havia esperado por mais de uma hora a presença dos parlamentares. Diante do esvaziamento da sessão, decidiu encerrar os trabalhos.

Os dois deputados chegaram a trocar insultos na CPI em meio às acusações. "O senhor é presidente da CPI, o senhor pode tudo. Se o senhor não quer votar, pronto", atacou Faria de Sá.

Biscaia retrucou e disse que não aceitava o tom agressivo adotado pelo colega. "Eu não vou reconsiderar o pedido do senhor. A sessão está encerrada", disse Biscaia.

Os deputados Vanessa Grazziotin (PC do B-AM) e Júlio Delgado (PSB-MG), que chegaram atrasados à CPI e acabaram reunindo o quórum necessário para o início dos trabalhos, fizeram um apelo para que Biscaia convocasse nova sessão antes das eleições.

Biscaia remarcou a reunião da CPI para às 18h, depois da votação da PEC (proposta de emenda constitucional) do voto secreto no plenário da Câmara. O presidente da CPI deixou o plenário às pressas e não quis comentar as acusações de Arnaldo Faria de Sá.

Leia mais
  • CPI dos Sanguessugas vai investigar mais três parlamentares
  • CPI dos Sanguessugas denuncia 72 parlamentares; veja lista
  • CPI dos Sanguessugas absolve 18 parlamentares

    Especial
  • Leia a cobertura completa sobre a máfia das ambulâncias
  • Enquete: o voto fechado deveria acabar em todas as sessões?
  •  

    Publicidade

    Publicidade

    Publicidade


     

    Voltar ao topo da página