Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
12/09/2006 - 14h32

Suassuna diz que não é "homem-bomba" disposto a "explodir" parlamentares

Publicidade

GABRIELA GUERREIRO
da Folha Online, em Brasília

No depoimento ao Conselho de Ética do Senado, que durou mais de três horas, o senador Ney Suassuna (PMDB-PB) negou hoje que esteja chantageando parlamentares em troca de apoio no processo que enfrenta por quebra de decoro parlamentar. Suassuna afirmou, no depoimento, que "não é um homem-bomba" disposto a "explodir" parlamentares se for condenado.

"Dizem que sou uma bomba e, se eu explodir, levo comigo senadores como o Renan [Calheiros] e o José Sarney, coisa que nunca aconteceu. Todos eles me conhecem e sabem que, quando tenho que dizer, digo na cara", afirmou.

Suassuna reiterou em vários trechos do depoimento que não tem nenhuma participação na máfia das ambulâncias. O senador chegou a desafiar os colegas. Disse que, se alguém encontrar provas que o incriminem, está disposto a renunciar ao mandato e à sua candidatura à reeleição.

"Eu renunciou ao meu mandato e cancelo a minha campanha na Paraíba aqui e agora se me apresentarem outra prova a não ser a de um bandido [Luiz Antonio Vedoin, sócio da Planam]", enfatizou Suassuna.

Biscaia

O senador também ameaçou ingressar no Conselho de Ética do Senado contra o presidente da CPI dos Sanguessugas, deputado Antonio Carlos Biscaia (PT-RJ).

No depoimento, Suassuna fez várias críticas à conduta do deputado à frente da CPI. Disse que Biscaia mentiu durante depoimento ao Conselho de Ética do Senado confirmando declarações que seriam suas. Também criticou o fato de Biscaia ter revelado à imprensa detalhes dos depoimentos de Darci e Luiz Antonio Vedoin ao Conselho de Ética na semana passada.

O senador Almeida Lima (PMDB-SE) disse que acompanhou os depoimentos dos empresários Luiz Antonio de Darci Vedoin, sócios da Planam, e afirmou que Biscaia distorceu os fatos ao conversar com a imprensa. "Fiquei chocado quando vi. Não caí porque estava sentado", disse Almeida Lima.

Leia mais
  • CPI dos Sanguessugas vai investigar mais três parlamentares
  • CPI dos Sanguessugas denuncia 72 parlamentares; veja lista
  • CPI dos Sanguessugas absolve 18 parlamentares

    Especial
  • Leia a cobertura completa sobre a máfia das ambulâncias
  •  

    Publicidade

    Publicidade

    Publicidade


     

    Voltar ao topo da página