Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
14/09/2006 - 12h15

Câmara termina de notificar os 67 sanguessugas; 6 foram avisados por edital

Publicidade

ANDREZA MATAIS
da Folha Online, em Brasília

A Câmara publicou nesta quinta-feira, no "Diário Oficial", os nomes de seis deputados que ainda não haviam sido comunicados pelo Conselho de Ética de que serão investigados pelo órgão. A medida encerra a fase de notificação dos deputados acusados pela CPI dos Sanguessugas de suposto envolvimento com a máfia das ambulâncias. No total, 67 deputados serão investigados.

Os notificados hoje por edital não foram encontrados pelo Conselho de Ética ou seus gabinetes se recusaram a receber a notificação. São eles: Edna Macedo (PTB-SP), Elaine Costa (PTB-RJ), João Batista (PP-SP), Marcos Abramo (PP-SP), Professor Irapuan Teixeira (PP-SP) e Ricardo Rique (PL-PB). Todos terão um prazo de cinco sessões do plenário para apresentarem suas defesas.

Na prática, os deputados que se esquivaram de receber a notificação pessoalmente saíram beneficiados. Como o Congresso está em recesso branco, as sessões só serão retomadas depois das eleições de outubro.

Para os demais denunciados o prazo já começou a contar. 20 dos acusados já cumpriram duas sessões do plenário, nos dias 4 e 6 de setembro, e nove, uma sessão, no dia 6 de setembro.

Especial
  • Leia a cobertura completa sobre a máfia dos sanguessugas
  •  

    Publicidade

    Publicidade

    Publicidade


     

    Voltar ao topo da página