Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
14/09/2006 - 20h11

Mercadante critica resposta de Serra sobre máfia das ambulâncias

Publicidade

MATHEUS PICHONELLI
da Folha de S.Paulo
FELIPE NEVES
da Folha Online

O candidato do PT ao governo de São Paulo, Aloizio Mercadante, até tentou evitar polêmicas, mas depois partiu para o ataque contra seu principal adversário, José Serra (PSDB). Reportagem publicada nesta quinta-feira pelo jornal "Correio Braziliense" mostra suposta participação do tucano no esquema da compra superfaturada das ambulâncias investigada pela CPI dos Sanguessugas.

Pela manhã, o petista demonstrou cautela e disse que as denúncias deveriam ser investigadas com muito cuidado.

"Acho que ninguém pode ser perseguido nem pode ser protegido. E no período de eleição, todo tipo de denúncia tem de ser averiguada com muito cuidado. Antes de me pronunciar, vou esperar a resposta que o ex-ministro da Saúde José Serra vai dar sobre esse episódio", afirmou.

No entanto, ao saber que o tucano havia atribuído a informação ao que classificou de "kit PT de baixaria", Mercadante elevou o tom das críticas: "Como ministro da Saúde naquele momento, ele deveria explicar à opinião pública suas atitudes, seus procedimentos e por que é que, durante sua gestão, esse esquema não foi identificado. Esperava dele uma resposta mais esclarecedora, mais respeitosa", disse.

"Essa tentativa de responsabilizar terceiros por esse tipo de denúncia não ajuda", acrescentou o senador.

Especial
  • Leia cobertura completa das eleições 2006
  •  

    Publicidade

    Publicidade

    Publicidade


     

    Voltar ao topo da página