Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
16/09/2006 - 21h33

Tucanos citam dossiê em horário eleitoral; Lula foca discurso nos jovens

Publicidade

da Folha Online

A coligação PSDB-PFL utilizou parte do seu tempo no horário eleitoral da noite deste sábado para falar do dossiê contra o candidato a governador de São Paulo pelo PSDB, José Serra. O caso foi exposto por meio da reprodução de reportagens publicadas em jornais, enquanto era perguntado a quem serviria o episódio.

O dossiê --uma fita de vídeo, um DVD e seis fotos-- mostra Serra em maio de 2001, então ministro da Saúde, participando da entrega de 41 ambulâncias em Cuiabá (MT). Esses veículos, pagos com verbas federais, foram vendidos a municípios pela máfia dos sanguessugas.

Há ainda uma foto, sem data, em que o candidato a presidente pelo PSDB, Geraldo Alckmin, aparece cumprimentando uma pessoa identificada pela PF como Sinomar Martins Camargo, representante da empresa Santa Maria, que pertencia aos sanguessugas e fornecia ambulâncias. Serra e Alckmin negam envolvimento com os sanguessugas e falam de armação eleitoral.

Alckmin, porém, não abordou o tema em sua aparição na TV. Reforçando sua imagem de empreendedor, mostrou obras em estradas, hidrelétricas, hospitais e moradias. O candidato evitou ataques diretos a outros partidos, mas não deixou de criticar "obras lentas" dos governos do PMDB --principal crítico dos tucanos no horário eleitoral e que foi obrigado a ceder parte de seu tempo a um direito de resposta do PSDB referente aos salários de servidores públicos.

Já o candidato do PT à reeleição, Luiz Inácio Lula da Silva, focou nos programas de incentivo aos jovens, citando projetos como o Agente Jovem, Soldado Cidadão, ProJovem e ProUni. O Partido dos Trabalhadores não mencionou o caso do dossiê.

O PDT, por sua vez, defendeu o voto em Cristovam Buarque para "garantir o segundo turno". O candidato e ex-ministro da Educação utilizou seu tempo no vídeo para comparar a homogeneidade da rede de agências do Banco do Brasil com as diferenças encontradas na rede pública de ensino. O PSOL apresentou, ao fim de seu tempo na TV, uma breve animação da candidata Heloísa Helena segurando uma placa com seu nome, com traços da personagem aparentemente inspirados no desenho "As Meninas Superpoderosas".

Especial
  • Leia cobertura completa das eleições 2006
  • Enquete: o horário eleitoral muda ou não o seu voto?
  •  

    Publicidade

    Publicidade

    Publicidade


     

    Voltar ao topo da página