Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
29/09/2006 - 16h03

Foto mostra dinheiro que seria utilizado para comprar dossiê contra tucanos

Publicidade

da Folha de S.Paulo

As fotos do dinheiro que seria utilizado para comprar um dossiê contra candidatos tucanos foram divulgadas hoje pela manhã por um policial ligado ao caso.

A imagem do dinheiro apreendido pela PF num hotel em São Paulo, no dia 15 de setembro, vinha sendo mantida em sigilo sob o argumento de não atrapalhar a candidatura do presidente Luiz Inácio Lula da Silva à reeleição.

Enquanto o material era repassado a jornalistas, Hamilton Lacerda, ex-coordenador da campanha de Aloizio Mercadante (PT) para o governo paulista, prestava depoimento na sede da PF.

Dinheiro apreendido pela PF que seria usado na compra do dossiê contra tucanos; veja mais
Dinheiro apreendido pela PF que seria usado na compra do dossiê contra tucanos; veja mais
Para a polícia, Lacerda levou o dinheiro no hotel Ibis para o entregar ao ex-policial Gedimar Passos e ao petista Valdebran Padilha. Quando foram detidos, os dois estavam com R$ 1,7 milhão, sendo US$ 248,8 mil e R$ 1,168 milhão.

As fotos mostram pilhas organizadas de reais e de dólares. Pela imagem, o dinheiro está sobre uma mesa de uma sala similar a outras da sede da PF. Há também fotos do registro oficial do dinheiro.

A pessoa que divulgou o CD com as fotos pediu para que seu nome fosse mantido em sigilo.



Leia mais
  • Veja as outras fotos do dinheiro apreendido
  • Entenda o caso do dossiê
  • Saiba mais sobre o dossiê
  • PF prende empresário sanguessuga e apreende R$ 1,7 mi com integrante do PT
  • Crise do dossiê derruba Berzoini e assessor de Mercadante em SP

    Especial
  • Leia cobertura completa das eleições 2006
  •  

    Publicidade

    Publicidade

    Publicidade


     

    Voltar ao topo da página