Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
18/10/2006 - 20h57

PT-MA provoca Lula e inaugura comitê de apoio a Jackson Lago

Publicidade

SÍLVIA FREIRE
da Agência Folha

O diretório estadual do PT no Maranhão inaugurou hoje, em São Luís (MA), o comitê "Lula-Já", de apoio às candidaturas de Luiz Inácio Lula da Silva (PT) à Presidência e de Jackson Lago (PDT) ao governo estadual.

O lançamento do comitê pró-Jackson Lago foi uma resposta do partido ao apoio dado por Lula a Roseana Sarney (PFL), adversária histórica do PT-MA, e que disputa o governo maranhense com Jackson Lago.

"É uma forma de sinalizarmos à militância petista e aos movimentos sociais que o PT do Maranhão apóia Jackson Lago e Lula. Nós respeitamos a posição de Lula [em apoiar Roseana Sarney], mas a família Sarney nunca esteve com o PT no Maranhão", disse Augusto Lobato, da executiva estadual do PT.

Inicialmente, os petistas haviam condicionado o apoio a Lago à declaração de voto dele em Lula. Mas depois que o presidente Lula gravou uma mensagem com elogios a Roseana, o PT-MA liberou o pedetista da exigência.

No final de semana, Jackson Lago disse que ficará neutro na eleição presidencial. Além de ter recebido o apoio do PT estadual, ele tem na sua base de apoio o PSDB, do candidato à Presidência Geraldo Alckmin.

O comitê "Lula-Já" está instalado na sede do diretório estadual do PT, onde no primeiro turno funcionou o comitê eleitoral da candidatura de Lula.
No primeiro turno, o PT-MA apoiou a candidatura de Edson Vidigal (PSB), ex-presidente do STJ (Superior Tribunal de Justiça), ao governo estadual.

Fora do ar

O TRE (Tribunal Regional Eleitoral) do Maranhão tirou do ar por três dias o programa independente "O povo com a palavra", veiculado pela TV Praia Grande, afiliada à Rede Bandeirante. Segundo o produtor do programa, Raimundo Oliveira, o apresentador Jair Vasconcelos leu no ar uma reportagem publicada pelo jornal "Veja Agora", publicação pró-Roseana. Segundo Oliveira, o apresentador é neutro.

Especial
  • Leia cobertura completa das eleições 2006
  •  

    Publicidade

    Publicidade

    Publicidade


     

    Voltar ao topo da página