Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
19/01/2007 - 09h14

Justiça fecha 7 igrejas da Renascer nos EUA

Publicidade

VINÍCIUS QUEIROZ GALVÃO
enviado especial da Folha de S.Paulo a Miami

A Justiça dos EUA determinou nos últimos anos o fechamento de ao menos sete templos da Igreja Renascer em Cristo, de propriedade de Sonia e Estevam Hernandes, no Estado americano da Flórida. Hoje, apenas uma sede permanece aberta em Deerfield Beach, nas cercanias de Miami, batizada de "Reborn in Christ", versão do nome em inglês.

Divulgação
Bispa Sônia, da Renascer
Bispa Sônia, da Renascer
Irregularidades na licença de funcionamento e falta de clareza nas arrecadações de fundos motivaram a interdição, segundo a Folha apurou. Nos EUA, as igrejas também são isentas de imposto de renda, mas têm de prestar contabilidade ao fisco sobre a origem e o uso dos recursos arrecadados com os fiéis. Uma das acusações da Justiça é que o casal usava as igrejas como fachada para um esquema de lavagem de dinheiro proveniente do Brasil. (Saiba quais são as acusações contra os fundadores da Igreja Renascer)

A Folha esteve na última segunda-feira, incógnita, na filial americana da Renascer, num shopping a meia hora de carro de Miami, região que concentra a segunda maior comunidade de imigrantes brasileiros nos EUA, depois de Nova York.

Divulgação
Apóstolo Estevam Hernandes
Apóstolo Estevam Hernandes
Decorada com paredes em tom azul celeste e branco (alusão ao céu), a igreja é liderada pelo pastor Levy, que pede orações (e contribuições) para a fundadora da igreja, a bispa Sonia. Os motivos da prisão do casal (o contrabando de US$ 56.467 em dinheiro vivo e depoimentos falsos à polícia de imigração) não são revelados.

"As notícias que vêm do demônio vão nos separar do amor do nosso santo Deus?", pergunta Levy três vezes. "Não", respondem os fiéis em uníssono, a maioria jovens. No palco, uma banda toca músicas evangélicas. A platéia parece gostar e sabe os refrães de cor. Os cultos acontecem de segunda a sábado às 20h30 e aos domingos às 11h, às 17h e às 19h30.

"Senhor, nós levantamos nossos envelopes e colocamos neste envelope nosso coração, senhor", é o bordão, repetido diversas vezes ao longo do culto, celebrado em português.

Nesse momento, os fiéis levantam os envelopes em que serão ofertadas as doações em dólar. Diferentemente do templo do Cambuci, em São Paulo, em Miami não se pode doar em cheque ou com cartão de crédito, mas a palavra dinheiro não é mencionada nenhuma vez. Os fiéis se abraçam e depositam os envelopes no altar.

Há dez anos, o casal Estevam e Sonia viaja no mês de janeiro a Miami para conduzir cultos da "Reborn in Christ" e promover shows evangélicos, cuja entrada é paga. (Teoria da Prosperidade, expansionismo e música são "bases" da Renascer)

Leia mais
  • Pedido de extradição de casal da Renascer chega ao Ministério da Justiça
  • Casal da Renascer deixa presídio, mas continua preso nos EUA
  • Casal da Renascer deixa prisão federal, informa governo dos EUA
  • Promotor rebate advogado e diz que casal da Renascer pode ser extraditado
  • Justiça de São Paulo marca audiência para abril com fundadores da Renascer

    Especial
  • Leia a cobertura completa sobre a prisão na Renascer
  •  

    Publicidade

    Publicidade

    Publicidade


     

    Voltar ao topo da página