Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
20/03/2007 - 19h27

Lula cogita três nomes para Desenvolvimento Agrário

Publicidade

ANDREZA MATAIS
da Folha Online, em Brasília

Após a recusa do ex-ministro Miguel Rossetto para reassumir o Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA), o presidente Luiz Inácio Lula da Silva deve definir o novo ministro a partir de uma lista de três nomes indicados pela corrente Democracia Socialista do PT. A lista inclui o deputado Walter Pinheiro (BA), o atual ministro, Guilherme Cassel, e o dirigente petista Joaquim Soriano.

Rossetto foi convidado ontem pelo presidente Lula para assumir a pasta, mas ponderou que pretende disputar a Prefeitura de Porto Alegre em 2008. Isso significa que ele só poderia ficar no cargo até abril de 2008, por força da lei eleitoral.

Um novo encontro foi marcado para os próximos dias. Até lá, Lula deve decidir se aceita Rossetto no governo mesmo sabendo que ele pode deixar o cargo em breve ou se escolherá outro nome.

O presidente já teria dado a ex-prefeita Marta Suplicy (PT) a prerrogativa de disputar a Prefeitura de São Paulo em 2008. Interlocutores de Rossetto dizem que se Lula der a ele a mesma abertura, o ex-ministro pode aceitar retornar ao cargo. Rossetto é considerado o nome mais forte do PT para a Prefeitura de Porto Alegre.

A Folha Online apurou que esse não é o desejo de Rossetto, que gostaria de assumir outro posto que não o ministério --como um banco público, por exemplo. O ex-ministro avalia que sua missão já foi cumprida no MDA e tem afirmado que gostaria de assumir outras tarefas.

Leia mais
  • Stephanes é escolhido para a Agricultura
  • PMDB apresenta nova lista de ministros, mas Lula adia escolha
  • Lula convida Rossetto para Ministério do Desenvolvimento Agrário
  • Marta Suplicy aceita Ministério do Turismo e se diz satisfeita com o cargo
  • PR abre mão do Ministério dos Transportes se governo criar Secretaria de Portos
  • De olho em 2010, Aécio Neves critica governo Lula

    Especial
  • Leia cobertura completa sobre o segundo mandato do governo Lula
  •  

    Publicidade

    Publicidade

    Publicidade


     

    Voltar ao topo da página