Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
29/03/2007 - 12h49

Franklin Martins diz que relação de Lula com a imprensa será melhor

Publicidade

GABRIELA GUERREIRO
da Folha Online, em Brasília

O ministro Franklin Martins, que assumiu hoje a Secretaria de Comunicação Social do governo federal, disse que a sua decisão de unir as áreas de imprensa e publicidade do governo em um mesmo órgão tem o objetivo melhorar a estrutura de comunicação do Palácio do Planalto.

"Quando eu digo junto, falo que é no mesmo guarda-chuva, porque a comunicação do governo deve ser uma só e não em que uma área é de um jeito e outra de outro. Deve ser uma só, mas separado, estruturas separadas. Eu não vou cuidar do cotidiano de publicidade, licitação", afirmou.

O ministro admitiu o "risco" de unificar as duas estruturas na Secretaria de Comunicação Social, mas saiu em defesa da mudança. "Viver é perigoso, como dizia Guimarães Rosa. Viver tem risco. Agora, publicidade e imprensa juntos, isso existe nos jornais. Respondem ao mesmo dono, à mesma diretora, e não estão misturados", afirmou.

Franklin disse esperar que a relação do presidente Luiz Inácio Lula da Silva com a imprensa melhore no segundo mandato. Nos primeiros quatro anos de governo, Lula recebeu críticas pela relação turbulenta que manteve com os jornalistas.

"A relação do governo com a mídia deve ser uma relação mais fluida, tranqüila, profissional, menos defensiva. Eu acho que essa disposição existe no governo. Acho que a imprensa, assim como o governo, sofreu um freio de arrumação com a campanha eleitoral."

Na opinião de Franklin, a imprensa teve plena liberdade de atuação na disputa eleitoral do ano passado mesmo com a crise política que atingiu o país. "A campanha não apenas elegeu o presidente, mas deixou claro que o povo brasileiro quer um debate qualificado das questões públicas, não quer um debate de baixo nível, de acusações. Tudo o que é investigação de crimes deve ter debate qualificado", defendeu.

Elogios

No discurso de posse dos novos ministros, o presidente Lula disse que Franklin terá que "passar cera nas costas" para enfrentar as críticas que receberá no cargo. "Se apanha um pouco, mas acho que você já está calejado. Já apanhou muito na vida", afirmou.

Lula disse que convidou o jornalista para o cargo com a certeza de que ele recusaria a oferta diante do baixo salário "Ele é daquelas pessoas, da mesma forma que foi André [Singer] no começo e o [Ricardo] Kotscho, que a gente vai convidar pensando que ele não vai aceitar. Jornalista bem remunerado, será que vai largar tudo isso por R$ 7.000? Largou", afirmou Lula.

Leia mais
  • Lula diz que TV pública não será "chapa branca" e sonha com rádio nacional
  • Lula diz que coalizão pressupõe grandeza para trabalhar com ex-opositores
  • Lula elogia atuação de Furlan e diz que ele sentirá falta do governo
  • Lula empossa ministros e sinaliza nova reforma da Previdência
  • Base governista articula para manter mandatos na Câmara
  • Brito assume na terça-feira Secretaria de Portos

    Especial
  • Leia cobertura completa sobre o segundo mandato do governo Lula
  •  

    Publicidade

    Publicidade

    Publicidade


     

    Voltar ao topo da página