Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
30/04/2007 - 18h46

Pela 1ª vez, Lula cancela participação em missa do Dia do Trabalho

Publicidade

GABRIELA GUERREIRO
da Folha Online, em Brasília

Pela primeira vez desde que assumiu o governo, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva vai se ausentar da Missa do Dia do Trabalho de São Bernardo do Campo, no ABC paulista. Com essa decisão, Lula quebra uma tradição que repete há mais de 20 anos: participar da missa.

Segundo o Palácio do Planalto, Lula decidiu neste ano não participar da missa para ficar em Brasília ao lado de seus familiares.

Segundo o Palácio, o presidente considera a participação na missa um evento familiar. Como sua família está na capital federal para passar o feriado prolongado do Dia do Trabalho, o presidente preferiu cancelar o compromisso. Lula designou o ministro Luiz Marinho (Previdência) para representá-lo na missa.

Realizada desde 1980, na Igreja Matriz de São Bernardo, a missa do Dia do Trabalho nasceu como protesto à prisão de Lula e de dirigentes sindicais naquele ano. Nos últimos 24 anos, o presidente sempre compareceu à missa.

Leia mais
  • CET interdita ruas para festas do Dia do Trabalho em São Paulo
  • CUT e Força confirmam programação para o Dia do Trabalho
  • CUT e Força discutem ambiente no Dia do Trabalho
  • Blog do Josias: Obras de congressistas resultam em fraude e desvio
  • Juiz do TRT apelou a pai-de-santo, mostra escuta
  • Fracassa reunião com Marina Silva e funcionários do Ibama ameaçam greve

    Especial
  • Leia cobertura completa sobre o segundo mandato do governo Lula
  •  

    Publicidade

    Publicidade

    Publicidade


     

    Voltar ao topo da página