Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
29/06/2005 - 09h55

Morre aos 80 anos César Timo-Iaria, pioneiro da neurociência no Brasil

Publicidade

da Folha de S.Paulo

O neurocientista César Timo-Iaria, professor-titular do Instituto de Ciências Biomédicas da USP, morreu na última segunda-feira em São Paulo, aos 80 anos de idade, de esclerose lateral amiotrófica.

Timo-Iaria é considerado o pai da neurociência no Brasil. Iniciou seus estudos nessa área na década de 1960, tendo publicado trabalhos importantes sobre o controle neural do metabolismo e os mecanismos de sono e vigília. Em 1970, foi o primeiro a descrever o sono REM (com sonhos) em roedores.

Timo-Iaria formou mais de uma centena de cientistas. Uma de suas "crias" mais famosas é o paulistano Miguel Nicolelis, professor de neurociência de sistemas na Universidade Duke, EUA, e pioneiro no desenvolvimento de interfaces entre cérebro e máquina.

"Ele criou a neurociência brasileira. Foi um herói. Foi convidado para ficar nos EUA depois que concluiu o pós-doutorado, mas voltou porque achava necessário criar a neurociência no Brasil", disse Nicolelis, que dará o nome de seu mestre ao prédio do instituto de neurociências que inaugura em agosto em Natal.

Especial
  • Leia o que já foi publicado sobre neurociência
  •  

    Publicidade

    Publicidade

    Publicidade


     

    Voltar ao topo da página