Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
04/08/2006 - 12h02

Astrônomos observam dupla de planetas errantes pela 1ª vez

Publicidade

da Efe, em Santiago

Astrônomos do Observatório Europeu Austral, localizado no Chile, anunciaram a descoberta de uma dupla de planetas errantes (sem estrela-mãe) que giram ao redor deles mesmos e que vagam livremente pelo espaço. Esta é a primeira vez que se observam dois corpos celestes unidos pela gravidade de "planetas flutuantes livres" ("free floating planets", em inglês).

O maior corpo celeste, com uma massa sete vezes maior do que a de Júpiter, foi detectado a cerca de 400 anos-luz de nosso sistema solar. O fato extraordinário é que ele não gira em volta de uma estrela, mas em torno de outro corpo frio com o dobro de sua massa.

Ray Jayawardhana, da Universidade de Toronto, e Valentin Ivanov, do Observatório Europeu Austral, publicarão a descoberta na "Science Express", site da revista "Science".

Durante os últimos cinco anos, os astrônomos identificaram algumas dúzias de objetos com massas inferiores, flutuando livres nas proximidades de regiões de formação estelar próximas, aos quais chamam de "planemos", mas nunca até agora unidos.

"Este é um par de gêmeos verdadeiramente de destaque, já que cada um tem uma massa de apenas 1% de nosso Sol", declarou Jayawardhana. "Sua mera existência é uma surpresa e sua origem e seu futuro são um mistério", declarou.

Especial
  • Leia o que já foi publicado sobre planetas
  •  

    Publicidade

    Publicidade

    Publicidade


     

    Voltar ao topo da página