Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
01/06/2001 - 16h12

Segundo maior dinossauro do mundo é encontrado no Egito

da France Presse, em Washington

Cientistas encontraram o esqueleto parcial de um dinossauro herbívoro gigante, que chamaram de Paralititan stromeri, que há 94 milhões de anos vagava pelos mangues da agora desértica região do oeste do Egito, segundo artigo publicado hoje pela revista Science.

Membro da família dos saurópodos, o Paralititan é o segundo maior dinossauro já encontrado pelo homem e foi achado num sítio arqueológico no Sahara, quando um grupo de pesquisadores achou um úmero de 1,69 metros.

Com base no tamanho desse úmero e de outros ossos achados no sítio de Baharlya, incluindo partes do rabo e da pélvis, os cientistas acham que o dinossauro pode ter medido mais de 27 metros de comprimento e pesado quase 70 toneladas.

O pedaço do osso encontrado era 14% maior que o maior úmero de um saurópodo conhecido até agora, datado do Cretáceo, segundo a revista.

E é só um pouco menor que as medidas estimadas do maior dinossauro do mundo, o Argentinosaurus, descoberto em 1990 na Argentina, de 30 metros de comprimento e pesando 90 toneladas, maior que qualquer outro animal do gênero jamais achado.

"Provavelmente o Paralititan não é tão grande como o Argentinosaurus, mas representa um dos vertebrados mais pesados já descobertos", noticia a Science.

A descoberta é a segunda realizada na região de Baharlya desde 1935, quando o geólogo alemão Ernst Stromer descobriu fósseis de vertebrados, incluindo crocodilos e de quatro dinossauros: Spinosaurus, Carcharadontosaurus e Bahariasaurus, além do saurópodo Aegiptosaurus.

Paralititan stromeri foi chamado assim por Stromer, cujas descobertas de Baharlya foram na maioria destruídas durante um bombardeio aliado contra Munique, em 1944.
 

Publicidade

Publicidade

Publicidade


 

Voltar ao topo da página