Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
17/07/2001 - 12h47

Ecologistas defendem soluções caseiras para luta contra efeito estufa

da France Presse, em Bonn (Alemanha)

Comprar os kiwis apropriados e outras atividades do dia-a-dia podem ajudar na luta contra o aquecimento global. Esta é a tese que ecologistas defendem enquanto é negociado em Bonn (Oeste da Alemanha) o Protocolo de Kyoto, sobre a redução da emissão dos gases causadores do efeito estufa.

"O transporte de kiwis procedentes de uma horta localizada a 25 km libera mil vezes menos gases causadores do efeito estufa do que transportar a fruta de avião desde a Nova Zelândia", afirmam quatro organizações ambientalistas francesas através de um folheto de divulgação.

O querosene dos aviões é uma das maiores fontes de dióxido de carbono, o principal gás responsável pelo aquecimento global. Um trajeto de 1.600 km supõe uma emissão de 150 kg de CO2 por avião, comparado com 3 kg se o transporte for feito de trem.

A cada ano, "16 mil aviões liberam na atmosfera 600 milhões de toneladas de CO2, tanto quanto o conjunto dos transportes britânicos". Os meios de transporte, principalmente os carros particulares, são os principais responsáveis pelo agravamento do efeito estufa. A gasolina, o gasóleo e o gás bastam para gerar o efeito estufa.

Um veículo híbrido (combustível-eletricidade) economiza de 700 a 1.000 litros de combustível a cada 15 mil quilômetros percorridos, e meia tonelada de emissões de CO2. Renunciar ao ar-condicionado reduz em 20% o consumo de combustível.

Fazer a revisão do veículo e evitar a direção agressiva são medidas que ajudam a evitar a mudança climática. No mercado, comprar produtos de origem local evita o processo de transporte, embalagem, refrigeração e outras atividades que multiplicam o consumo de energia e o aquecimento global.

A reciclagem de lixo também é importante para o planeta. Uma tonelada de lixo comum, quantidade anual média de uma família de quatro pessoas, emite 300 kg de gases causadores do efeito estufa se for deixada em um depósito e 80 kg se for incinerada. Selecionada e reciclada, não contamina o ambiente.

Também se deve reduzir o consumo de água, cuja produção e tratamento necessitam de muita energia poluente. Uma ducha exige quatro vezes menos água do que um banho de banheira. E uma cisterna com vazamento representa 250 m³ de água perdidos por ano, ou seja, 7 kg de gases causadores do efeito estufa.

Leia mais sobre efeito estufa
 

Publicidade

Publicidade

Publicidade


 

Voltar ao topo da página