Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
20/09/2002 - 15h06

"Lixo espacial" deve retomar órbita de colisão com o Sol

da Folha Online

O "lixo espacial" encontrado nesse mês orbitando a Terra deve retomar seu caminho até o Sol, disseram pesquisadores do Laboratório de Propulsão a Jato (JPL, na sigla em inglês) da agência espacial norte-americana.

O objeto misterioso, chamado de J002E3, foi descoberto na órbita da Terra no dia 3 por um astrônomo amador. Em princípio, os cientistas achavam que era um novo satélite, mas depois descobriu-se que era um pedaço de um foguete da missão Apollo.

"Nosso conhecimento da órbita (do objeto) aumentou significativamente desde a semana passada, e as chances de um impacto lunar caíram para menos de 1%. Parece agora que o objeto vai escapar (da força gravitacional) da Terra no próximo ano e retomar a órbita solar", disse Paul Chodas, do JPL, ao site Space.com.

Duas vezes mais rápido que a Lua, o J002E3 foi capturado pela gravidade do planeta quando passou pelo ponto chamado L1 Lagrange, trecho onde a gravidade da Terra e do Sol praticamente anulam uma a outra.

Esse ponto funciona como um "portal" entre os trechos do espaço controlados pela gravidade da Terra e pela gravidade do Sol.

Mesmo sendo um processo já conhecido pelos astrofísicos, essa é a primeira captura de objetos espaciais registrada na órbita da Terra. Segundo a Nasa, o fenômeno já foi observado em Júpiter -o cometa Shoemaker-Levy 9, que colidiu com o planeta em 1994, foi capturado décadas antes.
 

Publicidade

Publicidade

Publicidade


 

Voltar ao topo da página