Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
22/08/2003 - 18h43

Ignição de motor provocou explosão de foguete, diz ministro

PATRÍCIA ZIMMERMANN
da Folha Online, em Brasília

A explosão do VLS-1 (Veículo Lançador de Satélite) hoje, na base de Alcântara, no Maranhão, foi provocada pela ignição de um dos quatro motores do corpo principal do foguete. A informação foi dada do ministro da Defesa, José Viegas, baseado em dados preliminares transmitidos pela base.

Viegas explicou que, com a explosão, a plataforma de lançamento ruiu onde técnicos do CTA (Centro Técnico Aeroespacial) da Aeronáutica trabalhavam. "Tudo indica que eles tenham falecido. Não há esperanças de que haja sobreviventes", afirmou. "O inquérito para apurar as causas da explosão será aberto imediatamente."

Segundo o ministro, ainda não foi feita uma lista com os nomes do mortos. Ele explicou que, devido às circunstâncias e às proporções do acidente, "não há como proceder a identificação de corpos". Uma lista de chamada está sendo organizada na base para, a partir das pessoas presentes, "deduzir os ausentes".

Viegas está reunido com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva no Planalto, onde discute o acidente. Antes de entrar, ele lamentou a morte dos trabalhadores "que estavam envolvidos nessa missão tão nobre".

O ministro segue amanhã para a base de Alcântara.

Leia mais
  • Lançador de satélites explode na base de Alcântara (MA)
  • Ministro confirma 16 mortes na base de Alcântara (MA)
  • Saiba mais sobre o Veículo Lançador de Satélites
  • Alcântara possui posição privilegiada para lançamento de foguetes
  • Programa espacial brasileiro continua, diz governo
  •  

    Publicidade

    Publicidade

    Publicidade


     

    Voltar ao topo da página