Colunas

Destaques GLS

04/06/2008

Lula abre Conferência Nacional de Gays

SÉRGIO RIPARDO
Editor de Ilustrada da Folha Online

O presidente Lula vai abrir, na noite desta quinta-feira (5), a 1ª Conferência Nacional de Gays, Lésbicas, Bissexuais, Travestis e Transexuais, em Brasília. Há uma expectativa dos militantes quanto ao discurso do presidente principalmente depois da repressão do Exército à saída do armário de um casal de sargentos do Exército.

Estrategicamente, o governo evita atritos com as Forças Armadas nesta questão, ou seja, não será Lula quem colocará lenha na fogueira --o próprio presidente não tem um bom histórico de referências positivas em relação aos homossexuais (em 2000, o petista chamou a cidade gaúcha de Pelotas de pólo exportador de viados).

Apu Gomes/Folha Imagem
Sargentos assumem homossexualidade na mídia, mas enfrentam repressão militar
Sargentos assumem homossexualidade na mídia, mas enfrentam repressão militar

Hoje o ministro Nelson Jobim (Defesa) já tratou de negar ocorrência de discriminação no caso dos sargentos --um deles foi preso por ser considerado desertor. Para evitar críticas de omissão no caso, Lula tem em suas mãos o projeto "Brasil sem homofobia". Também tem dados de que, em seu governo, o número de paradas do orgulho GLBT bateu recorde, com liberação de dinheiro e apoio público para eventos organizados por ONGs ligadas à causa gay.

Estatais como Caixa Econômica Federal e Petrobras, por exemplo, são patrocinadores da Parada Gay de São Paulo. O Banco do Brasil já estendeu benefícios, como plano de saúde, a parceiros de funcionários homossexuais. São avanços pontuais dentro de uma estrutura pública ainda extremamente preconceituosa.

Por outro lado, no Congresso, a bancada do governo faz muito pouco para tirar do papel projetos de lei de interesse da comunidade gay, como a união civil e o texto que criminaliza a homofobia. São matérias que esbarram nas negociações das bancadas evangélicas e cristãs.

"Braço Forte, Mão Amiga". Esse é o lema do Exército brasileiro. No caso dos sargentos que expressaram sua homossexualidade na mídia, de cara limpa, sobrou braço forte, faltou mão amiga. Afinal, os milicos jamais vão permitir um precedente como a exposição de homossexuais fora ou dentro da caserna, pois enxergam o risco de uma desmoralização de sua autoridade.

Em sintonia com os países mais conservadores, como os EUA, o Brasil impõe a política do silêncio aos militares homossexuais, sob pena de punições. Desconectadas das discussões liberais do mundo, as Forças Armadas, acusadas de diversos crimes bárbaros e hediondos durante o regime militar, apenas refletem o atraso intelectual, cultural e moral de um país truculento, autoritário e cego para a evolução de questões como os direitos humanos. "Braço Forte, Mão Amiga". Há algo mais homoerótico do que esse lema?

Divulgação
Modelo Dan Smith, que desfilou na São PaulO Fashion Week, mostra sua nudez na edição de junho da "G Magazine", que chegou às bancas nesta semana
Modelo Dan Smith, que desfilou na SP Fashion Week, é capa da nova "G", que chega às bancas nesta semana
Comentários dos leitores
Renato Scano (4) 30/01/2009 14h53
Renato Scano (4) 30/01/2009 14h53
Deus é perfeito em tudo que ele faz, homem e mulher se amando se realizando sexualmente, procriando, essa é com toda a certeza o desejo do nosso Deus. E agora é só pensar homem com homem, mulher com mulher, faca sem ponta galinha sem pé para que serve a final. sem opinião
avalie fechar
Matheus Leles (2) 15/08/2008 21h37
Matheus Leles (2) 15/08/2008 21h37
Gostaria de comentar, um comentário que li.
Simplismente achei, ESPETACULAR, EXEMPLAR, o comentário de: Deivy Abreu, assim... ela disse o que acha da polêmica, e ainda apresenta um caso parecido, o que é muito bom, para alguns brasileiros verem, pois....quem sabe, com isso, percebam que um caso como esse que está ocorrendo aqui no Brasil, pode colaborar para a não integração do nosso país em muito programas sócios-econômicos, organizações internacionais, como ao G8 ou G13. Desde de já deixo aqui, o meu sincero voto de agradecimento à compreenção de todos, também, voltando a a afirmar que sou contra:
À PRISÃO DELE.
3 opiniões
avalie fechar
Matheus Leles (2) 15/08/2008 19h07
Matheus Leles (2) 15/08/2008 19h07
Não gosto nem de comentar sobre este assunto, porquê, não adianta, o povo brasileiro é muito preconceituoso...
Eu, tenho esposa, filhos, não "gostaria" que meu filho fosse homossexual, mais... não é por isso que fico humilhando, os que são.... ACHEI UMA FALTA DE CARÁTER EXTREMA, uma fala de respeito, com a pessoa humana, pois.... todos têm o direito de escolher sua vida, tanto sexual, quando o resto, e ninguém tem o direito de interferir nisso, principalmente militares, pois... eles deveriam se dar o respeito, para serem respeitados, não sabemos o dia de amanhã, vai que o filho ou filhos das pessoas que estam agindo contra messa opção, também escolhem a mesma coisa, bem que seria muito bom, que assim, muias pessoas aprederiam que, Deus, deu uma vida pra cada um, justamente, para cada um CUIDAR DA SUA!!!
Obrigado.
8 opiniões
avalie fechar
Comente esta reportagem Veja todos os comentários (104)
Termos e condições

FolhaShop

Digite produto
ou marca