Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
13/07/2005 - 11h45

Saiba quem é Eliana Tranchesi, dona da Daslu

Publicidade

da Folha Online

A empresária Eliana Piva de Albuquerque Tranchesi, 49, é proprietária da Daslu, o maior templo do consumo de alto luxo do país. Loira, bonita e bem-cuidada, a empresária foi presa nesta quarta-feira pela Polícia Federal sob suspeita de sonegação fiscal.

18.dez.2003/Folha Imagem
Eliana Tranchesi, dona da Daslu
Eliana Tranchesi, dona da Daslu
Nascida numa família rica, Tranchesi não precisaria trabalhar para sobreviver. Mas ela cansou de dizer que descobriu que tinha dom para negociar e que era uma comerciante nata.

A entrada de Tranchesi para o mundo da Daslu ocorreu da forma mais natural possível. A primeira loja começou a funcionar em 1958 na casa de Lucia Piva de Albuquerque, mãe de Eliana Tranchesi. A loja foi aberta em sociedade com Lourdes Aranha dos Santos.

Tranchesi dizia que como única mulher entre seis filhos, ela gostava de roupas e de fazer compras, mas nem pensava em trabalhar na loja da mãe. Seu sonho era ser artista plástica. No entanto, ela acabou indo trabalhar como vendedora na Daslu para ajudar a família. E foi aí que ela teria pego gosto pelo negócio.

Ela assumiu o controle da butique em 1983, após a morte da mãe, fundadora da Daslu. Desde o início, ela contou com a ajuda dos irmãos no negócio.

A primeira grande virada na vida de Tranchesi ocorreu em 1990, quando as importações foram liberadas pelo então presidente Fernando Collor de Mello. Ela foi para a Europa e voltou com a mala abarrotada de marcas famosas que caíram no gosto dos endinheirados brasileiros. A partir daí, a Daslu virou referência para quem tinha dinheiro para gastar e queria ver e ser visto.

A segunda grande virada de Tranchesi se deu neste ano, quando ela inaugurou em grande estilo o megatemplo da Daslu às margens do rio Pinheiros, em São Paulo.

Vida pessoal

Os amigos de Tranchesi dizem que ela costuma acordar cedo e faz ginástica em casa mesmo. Ela chega na Daslu por volta das 11h e encerra o expediente no final da noite.

Ela tem três filhos: Marcela, Luciana e Bernardo. Todos eles vestem roupas da Daslu. Religiosa, Tranchesi costuma ir à missa todos os domingos.

Seu braço-direito é Donata Meirelles, mulher do publicitário Nizan Guanaes, e amiga de todas as horas.

Leia mais
  • Dona da Daslu pode ficar presa por cinco dias, diz procurador
  • Detida por suspeita de sonegação, dona da Daslu depõe na PF
  • Megaoperação fiscaliza e ameaça operações da Daslu
  • Jornal americano diz que Daslu mostra desigualdade do Brasil
  • Daslu passou de loja caseira a templo dos endinheirados

    Especial
  • Leia o que já foi publicado sobre a Daslu
  •  

    Publicidade

    Publicidade

    Publicidade


     

    Voltar ao topo da página